Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/07/2017

“Queridos filhos, os agradeço porque responderam ao Meu chamado e porque se reuniram em torno de Mim, em torno da Sua Mãe Celestial. Eu sei que pensam em Mim com amor e esperança. Eu sinto o amor de cada um de vocês, como também a sede do Meu Amadíssimo Filho, que por meio do Seu Amor Misericordioso, sempre e novamente Me envia até vocês. Ele que era homem e Deus Uno e Trino. Ele que por causa de vocês sofreu com o corpo e com a alma. Ele que se fez pão para dar pão às suas almas, para poder salvá-las.

Meus filhos, os ensino como serem dignos do Seu Amor, para poderem dirigir os seus pensamentos a Ele, para poderem viver o Meu Filho. Apóstolos do Meu Amor, os envolvo com o Meu Manto porque como Mãe desejo salvá-los.

Os peço: rezem pelo mundo inteiro. O Meu Coração sofre. Os pecados se multiplicam, são muitos. Mas com a ajuda de vocês, vocês que são humildes, cheios de amor, escondidos e santos, o Meu Coração triunfará. Amem o Meu Filho acima de tudo, e o mundo inteiro por meio Dele.

Não esqueçam nunca que cada irmão seu leva em si algo de precioso: a alma. Por isso, Meus filhos, amem a todos aqueles que não conhecem o Meu Filho, para que por meio da oração e do amor que vem da oração, eles possam tornarem-se melhores, a fim de que a bondade neles possa vencer, para poder salvarem as almas e terem a Vida Eterna.

Meus Apóstolos, Meus filhos, o Meu Filho pediu que amassem uns aos outros; que isto esteja escrito em seus corações e com a oração comecem a viver este amor.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Nordestão de Liturgia recorda Concílio Vaticano II

 A diocese de Crato (CE) sedia, de 12 a 22 de janeiro, o Nordestão de Liturgia, um encontro regional de formação litúrgica para leigos, religiosos, diáconos, seminaristas e presbíteros com o objetivo de construir “como discípulos missionários de Jesus Cristo, um saber teológico-litúrgico, a partir das práticas celebrativas, à luz da Tradição e da renovação do Vaticano II, priorizando o rito que é fonte de uma liturgia orante e inculturada, no chão nordestino”.

Na abertura do evento, na segunda-feira, dia 12, o bispo de Crato (CE), dom Fernando Panico, afirmou que a formação pode motivar as comunidades a terem um encontro com Jesus Cristo. “O que celebramos? Por que celebramos? O Nordestão de Liturgia deve implantar em nós o desejo de, ao colocarmos as comunidades diante da palavra de Deus, o povo não só queira ouvi-la, mas tenham a vontade de buscar o encontro pessoal e comunitário com Cristo, que dá os rumos de nossa Igreja”, sugeriu.

A formação tem a presença de participantes de cinco estados nordestinos - Piaui, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco -, além de representantes do Amazonas, do Pará, do Espírito Santo e de São Paulo. “Rostos com traços nordestinos, traços que faz comungar com a missão do povo de Deus”, cumprimentou o bispo.

A mistagogia a partir do rito celebrado foi a metodologia escolhida para o Nordestão. A dinâmica terá a participação na construção do conhecimento “em mutirão, onde todos partilham suas experiências e descobertas, na celebração do Mistério Pascal acontecendo na história”, descrevem os organizadores.

 Dividido em três etapas, o curso válido como extensão universitária pretende proporcionar conhecimento mais aprofundado sobre a celebração do mistério pascal de Cristo. Cada etapa é cursada em uma edição do Nordestão. A organização pretende, em 2016, oferecer a formação como especialização. A programação propõe aulas teóricas e práticas sobre Liturgia, vivencia dos sacramentos, laboratório litúrgico, celebrações e, de maneira especial, o Oficio Divino das Comunidades.

Assessoria

Dom Fernando Panico, que é referencial para a Liturgia no regional Nordeste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), coordena a formação e o grupo de assessores, formado por especialistas que atuam na área, como o professor de Liturgia e diretor do Instituto Teológico do Piauí, padre Jonilson Torres Resende; o coordenador da Pastoral Litúrgica do regional Nordeste 1 da CNBB, padre Francisco Ivan de Souza; o especialista em Música Litúrgica, padre Josenildo Nunes; e o responsável pela Liturgia na diocese de Crato, padre Aureliano Gondim. Os padres Marcelino Sivinski, Hernaldo Pinto Farias e Gustavo Haas, ex-assessores da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB, também compõem o grupo. O bispo de Livramento de Nossa Senhora (BA) e presidente da Comissão Episcopal para a Liturgia da CNBB, dom Armando Bucciol, conduzirá um momento de formação na segunda-feira, dia 19.
Com informações da diocese de Crato (CE)
Quarta, 14/01/2015 - cnbb / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...