Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Matriz Basílica de Aparecida (SP) será reinaugurada

Após 11 anos de restauração, a Matriz Basílica de Nossa Senhora Aparecida, localizada no interior de São Paulo, será reinaugurada, no dia 2 de fevereiro. Durante as obras, atividades como missa e visita a imagem não foram interrompidas. O tempo possui arquitetura barroca e foi inaugurada em 1888.

Uma missa, às 18h15, marcará a reinauguração da Matriz Basílica, ao som do órgão que será tocado pelo maestro Sérgio Militello, organista da Capela Sistina, do Vaticano.

A restauração estrutural e artística da Basílica Velha, como também é conhecida, foi iniciativa do Santuário Nacional. A realização contou com a coordenação da restauradora Cláudia Rangel que, com sua equipe, trabalhou na recuperação de detalhes internos e externos da igreja.

Obras

O início dos trabalhos começou em fevereiro de 2004, a partir da capela do Santíssimo. Foram recuperadas as janelas de madeira, peças de mármore do presbitério e do altar. A obra contemplou, ainda, a restauração de cada parte da Matriz Basílica, de piso, telhado e paredes. A restauração recuperou detalhes originais do templo. O madeiramento original do teto foi substituído por compensado.

Na área sobre o altar, os profissionais recuperaram uma pintura datada de 1904. Trata-se de uma coroa circundada por dois anjos e ornamentada com uma guirlanda e uma flâmula, que traz a inscrição ‘Ave Maria’. Na tribuna leste do presbitério uma pintura do Espírito Santo também foi redescoberta.

A área do coro teve o assoalho trocado e uma readequação de suas paredes. No local, um órgão de tubos, originário da Alemanha, foi reconstruído e poderá ser utilizado nas celebrações.

História

Com obras iniciadas em 1845 e concluídas em 1888, a igreja recebeu do Vaticano, no ano de 1908, o título de Basílica de Aparecida. Em 1982, foi tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat), como monumento de interesse histórico, religioso e arquitetônico.

A imagem de Nossa Senhora Aparecida, encontrada no Rio Paraíba do Sul, ficou na Matriz Basílica até 1982, quando foi transferida em definitivo para a nova Basílica do Santuário Nacional.


Sexta, 30/01/2015 - A12 / Santuário Nacional / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...