Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/07/2017

“Queridos filhos, os agradeço porque responderam ao Meu chamado e porque se reuniram em torno de Mim, em torno da Sua Mãe Celestial. Eu sei que pensam em Mim com amor e esperança. Eu sinto o amor de cada um de vocês, como também a sede do Meu Amadíssimo Filho, que por meio do Seu Amor Misericordioso, sempre e novamente Me envia até vocês. Ele que era homem e Deus Uno e Trino. Ele que por causa de vocês sofreu com o corpo e com a alma. Ele que se fez pão para dar pão às suas almas, para poder salvá-las.

Meus filhos, os ensino como serem dignos do Seu Amor, para poderem dirigir os seus pensamentos a Ele, para poderem viver o Meu Filho. Apóstolos do Meu Amor, os envolvo com o Meu Manto porque como Mãe desejo salvá-los.

Os peço: rezem pelo mundo inteiro. O Meu Coração sofre. Os pecados se multiplicam, são muitos. Mas com a ajuda de vocês, vocês que são humildes, cheios de amor, escondidos e santos, o Meu Coração triunfará. Amem o Meu Filho acima de tudo, e o mundo inteiro por meio Dele.

Não esqueçam nunca que cada irmão seu leva em si algo de precioso: a alma. Por isso, Meus filhos, amem a todos aqueles que não conhecem o Meu Filho, para que por meio da oração e do amor que vem da oração, eles possam tornarem-se melhores, a fim de que a bondade neles possa vencer, para poder salvarem as almas e terem a Vida Eterna.

Meus Apóstolos, Meus filhos, o Meu Filho pediu que amassem uns aos outros; que isto esteja escrito em seus corações e com a oração comecem a viver este amor.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Fidel dá "sinal verde" ao acordo com EUA

Mesmo não confiando na política estadunidense, o ex-Presidente cubano, Fidel Castro, deu um substancial “sinal verde” ao processo de normalização nas relações entre Cuba e Estados Unidos, anunciado em 17 de dezembro passado pelo seu irmão Raúl Castro, e pelo Presidente dos Estados Unidos Barack Obama.

Rompendo um silêncio de oito meses, Fidel Castro, que não aparece em público desde janeiro de 2014, escreveu uma carta publicada nesta terça-feira (27/01) no “Granma”, órgão oficial do Partido Comunista cubano, e lida na televisão estatal.

Na mensagem, escrita por ocasião do 70º aniversário de seu ingresso na Federação Estudantil Cubana, o líder máximo da revolução volta a usar palavras duras em relação aos Estados Unidos, nos quais afirma não ter confiança, e com cujos representantes declara não ter conversado. Outrossim, precisa que o irmão Raúl “deu passos pertinentes com as suas prerrogativas e as faculdades que lhe concedem a Assembleia Nacional e o Partido Comunista de Cuba”.

“Não tenho confiança na política dos Estados Unidos, nem nunca troquei palavras com eles, mas isto não significa uma rejeição da solução pacífica dos conflitos e dos riscos de guerra”, lê-se na mensagem. “Defenderemos sempre a cooperação e a amizade com todos os povos do mundo, entre os quais os nossos adversários políticos”, escreve ainda Fidel Castro, recordando também que cada questão entre os Estados Unidos e os povos da América Latina - que não implique o uso de força  - “deve ser enfrentada segundo os princípios e as normativas internacionais”.


Em 21 de janeiro uma delegação estadunidense chefiada pela Secretária de Estado adjunta para Assuntos Hemisféricos, Roberta Jaconson, reuniu-se com autoridades cubanas em Havana para tratar do processo de normalização das relações.


Terça, 27/01/2015 - RV / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...