Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Fidel dá "sinal verde" ao acordo com EUA

Mesmo não confiando na política estadunidense, o ex-Presidente cubano, Fidel Castro, deu um substancial “sinal verde” ao processo de normalização nas relações entre Cuba e Estados Unidos, anunciado em 17 de dezembro passado pelo seu irmão Raúl Castro, e pelo Presidente dos Estados Unidos Barack Obama.

Rompendo um silêncio de oito meses, Fidel Castro, que não aparece em público desde janeiro de 2014, escreveu uma carta publicada nesta terça-feira (27/01) no “Granma”, órgão oficial do Partido Comunista cubano, e lida na televisão estatal.

Na mensagem, escrita por ocasião do 70º aniversário de seu ingresso na Federação Estudantil Cubana, o líder máximo da revolução volta a usar palavras duras em relação aos Estados Unidos, nos quais afirma não ter confiança, e com cujos representantes declara não ter conversado. Outrossim, precisa que o irmão Raúl “deu passos pertinentes com as suas prerrogativas e as faculdades que lhe concedem a Assembleia Nacional e o Partido Comunista de Cuba”.

“Não tenho confiança na política dos Estados Unidos, nem nunca troquei palavras com eles, mas isto não significa uma rejeição da solução pacífica dos conflitos e dos riscos de guerra”, lê-se na mensagem. “Defenderemos sempre a cooperação e a amizade com todos os povos do mundo, entre os quais os nossos adversários políticos”, escreve ainda Fidel Castro, recordando também que cada questão entre os Estados Unidos e os povos da América Latina - que não implique o uso de força  - “deve ser enfrentada segundo os princípios e as normativas internacionais”.


Em 21 de janeiro uma delegação estadunidense chefiada pela Secretária de Estado adjunta para Assuntos Hemisféricos, Roberta Jaconson, reuniu-se com autoridades cubanas em Havana para tratar do processo de normalização das relações.


Terça, 27/01/2015 - RV / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...