Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Os cinco conselhos do Papa Francisco às crianças

Papa Francisco com as crianças
(foto referencial) / L'Osservatore Romano
O Papa Francisco teve nesta quinta-feira um encontro com as crianças da Ação Católica Italiana, agradeceu a elas os votos de “Feliz Natal” que lhe fizeram em nome de toda a Ação, e convidou-as a seguirem cinco conselhos para “caminhar bem na associação, na família e na comunidade”.

“Escutei que este ano se comprometeram com um tema que tem como slogan ‘Tudo por descobrir’. É um caminho belo, que necessita a coragem e o cansaço da busca, para depois quando descubram o projeto que Jesus tem para cada um de vocês”, afirmou o Papa na Sala do Consistório.

Nesse sentido, tomando como inspiração a palavra “Tudo”, Francisco deu cinco conselhos para estas crianças:

1 – Não se rendam nunca, porque o que Jesus quer das crianças está para ser construído juntos: com os pais, irmãos, amigos e companheiros de escola, de catecismo, de oratório e da Ação Católica.

2 – Interessem-se nas necessidades dos mais pobres, dos que mais sofrem e estão mais sozinhos, porque, quem gosta de Jesus, deve amar o próximo. Assim, tudo se torna amor.

3 – Amem a Igreja, amem os seus sacerdotes, coloquem-se a serviço da comunidade, porque a Igreja não é somente os sacerdotes, os bispos… mas é toda a comunidade, coloquem-se a serviço da comunidade. Doem tempo, energia, qualidade e capacidade pessoais para as suas paróquias dando assim testemunho da própria riqueza que é um dom de Deus para compartilhar. É importante! Aquele “tudo”: Tudo por descobrir, tudo para compartilhar, tudo para construir juntos, todo amor…

4 – Sejam apóstolos da paz e da serenidade, a partir das próprias famílias, recordem a seus pais, a seus irmãos e contemporâneos que é bonito amar-se e que as incompreensões podem ser superadas, porque estando unidos a Jesus tudo é possível. Isso é importante: Tudo é possível. Mas esta palavra não é uma invenção nova: Esta palavra foi dita por Jesus, quando descia do monte da Transfiguração. Para aquele pai que pediu a cura de seu filho, o que lhe disse Jesus? “Tudo é possível para aqueles que têm fé”. Com a fé em Jesus se pode tudo, tudo é possível.

5 – Falem com Jesus. A oração: Falem com Jesus, o maior amigo que nunca os abandona, confiem a Ele as suas alegrias e tristezas. Corram a Ele cada vez que errem e façam alguma coisa ruim, com a certeza de que Ele os perdoa. E falem com todos de Jesus, de seu amor, de sua misericórdia, de sua ternura, porque a amizade com Jesus, que deu a própria vida por nós, é um fato para contar a todos. Todos estes “tudo” são importantes.

“O que dizem? Atrevem-se a colocar em prática esta proposta com o ‘tudo’?”, perguntou o Papa.

“Penso que já vivem uma grande quantidade destas coisas. Agora, com a graça do seu Natal, Jesus quer ajudar vocês a dar um passo bem mais decidido, mais firme e mais alegre para ser seus discípulos. É suficiente dizer uma palavrinha: “Eis-me aqui”, como nos ensina Nossa Senhora, que, assim, respondeu ao chamado do Senhor”, afirmou o Santo Padre, que convidou as crianças a rezarem juntos uma Ave Maria.

“Recordem-no bem: Tudo por descobrir, tudo para construir juntos, todo amor, tudo para compartilhar, tudo é possível, e a fé é um evento todo para contá-lo”.

Finalmente, Francisco agradeceu aos meninos sua visita e lhes pediu rezar por ele. “Por favor, lembrem-se disto”, expressou.



Sexta, 19/12/2014 - ACI/EWTN Noticias / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...