Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O Papa Francisco “tem uma luz que penetra a alma”, afirma Irmã Cristina

“Entreguei para ele o disco e expliquei-lhe que era fruto da minha pequena contribuição ao serviço dentro da Igreja, e lhe pedi a bênção, que era o que eu realmente queria. Ele me sorriu”, são as palavras da Irmã Cristina Scuccia, religiosa ganhadora do The Voice Itália, depois de seu encontro com o Papa Francisco em 10 de dezembro na Praça São Pedro.

“A verdade é que não há palavras para descrever a emoção que senti. Apertei a sua mão, e foi difícil deixá-lo ir embora! Foi tudo em frações de segundo, foi muito rápido, mas para mim foi muito intenso e importante”, afirmou no último dia 15 de dezembro em uma entrevista.

A religiosa ursulina acrescentou que “se pudesse voltar de novo para encontrá-lo seria um sonho. É o Papa que proclama a ternura, mas na realidade vive a ternura. Se nota nos seus olhos, no seu olhar simples, de verdadeiro pai. Tem uma luz que penetra a alma e, portanto, foi realmente importante este encontro com ele”.

Irmã Cristina assegurou que a fama alcançada não fez com que ela perdesse a vocação. “Sou uma religiosa em todo o sentido”, assinala. A irmã fez a profissão de fé em 29 de julho de 2012 e há seis anos faz parte da congregação das Ursulinas da Sagrada Família. Renovará seus votos no próximo 2 de fevereiro, dia da Vida Consagrada. “Eu todos os dias digo ‘sim’ a Deus e me entrego a sua vontade e espero que o Senhor me tenha nos seus braços até o fim dos meus dias”, afirmou.

A religiosa disse que depois do The Voice recebeu centenas de cartas e testemunhos de pessoas que voltaram para catolicismo por causa da sua atuação. “Realmente muitas vezes me digo, se isso consegue que só uma pessoa eleve os olhos para Deus, para mim, a minha missão já foi cumprida”.

“Há casos de outros jovens que nos telefonam porque sentiram algo em seu interior, ao me verem, tão jovem, e com a coragem de deixar tudo para seguir o Senhor, algumas meninas nos telefonaram explicando ‘olha, senti algo no meu coração e queria me aproximar da vida religiosa’”, afirmou.

Relatou que todas as noites, às 10pm, se reúne com os seus fãs através do Facebook para rezar por eles e pela evangelização do mundo. “Isto para mim é muito importante, mas muitos deles me explicaram que ficaram tocados quando me viram e que se aproximaram de novo a Deus, à oração. Certamente esta é a resposta… eu somente disse um ‘sim’ confiado a Deus, e depois Deus faz grandes coisas”.

“E assim, contudo, quando você diz o seu ‘sim’ confiado a Deus, Ele realmente faz grandes coisas contigo. O fato de que eles tenham sido tocados quando me viram, significa que era o sinal que não era eu, mas havia algo por cima de mim”, disse.

Indicou que o arrecadado pelas vendas do disco irá para alguns dos projetos de sua congregação em todo mundo, especialmente no Brasil, onde as ursulinas dirigem escolas dedicadas ao apoio escolar e social de crianças e famílias em dificuldade.

Para Irmã Cristina, seu modelo de vida consagrada é a Virgem Maria, que para ela, representa a presença da mulher na Igreja hoje em dia. “No que se refere a nós, servimos em silêncio, mas também há algumas que cantam e fazem um pouco de barulho (risadas). Mas isso também é necessário, seguir o chamado do Papa Francisco que diz ‘Andai e despertai o mundo’. Para mim a Virgem é a Mãe de Deus, a mãe por excelência, e a figura por excelência no que se refere a minha vida consagrada”, indicou.

Do mesmo modo, disse que pensa viver o Ano da Vida Consagrada “com ainda mais atenção a minha vida consagrada, porque para mim, o dom que é mais importante proteger é o da vocação”.

Se o projeto com a Universal Music “terminar, eu estarei muito contente de continuar meu serviço simples na escola e na paróquia, porque esta é a minha prioridade, manter como prioridade a minha vida consagrada e de oração com Deus, todo o resto pode cair, mas eu tenho a Deus que é a minha única rocha, e não tenho medo, porque com Deus não se pode ter medo”, assegurou.

“Tenho em minhas mãos uma responsabilidade muito grande. Qual? A de dar uma ideia diferente. Lá fora, podem ver-nos como pessoas tristes, inanimadas, que deixaram de viver, mas em realidade não é assim, o Senhor nos chamou, deu-nos uma alegria que não podemos conter, e que temos que compartilhá-la com todos”, concluiu.



Quinta, 18/12/2014 - ACI / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...