Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

“Nem conservadora nem progressista, a família é a família!”, exclama o Papa Francisco

O Papa Francisco dirigiu uma carta ao presidente do Pontifício Conselho para a Família, o Arcebispo Vicenzo Paglia, por ocasião do Encontro Mundial das Famílias que terá lugar na Filadélfia, Estados Unidos, do dia 22 ao 27 de setembro de 2015 com o tema “O amor e nossa missão. A família plenamente viva”. Na carta e recordando suas palavras no recente congresso interreligioso sobre a complementariedade do homem e a mulher realizado no Vaticano, o Papa assegura que “não podemos qualificar uma família com conceitos ideológicos, não podemos falar de família conservadora e família progressista. A família é família!”.

Do mesmo modo, o Pontífice afirma na sua carta a Dom Paglia que “a missão da família cristã” é “a de anunciar ao mundo, com a força do Sacramento nupcial, o amor de Deus”. “A partir deste mesmo anúncio nasce e constrói-se uma família viva, que põe o foco do amor no centro de todo seu dinamismo humano e espiritual”.

Assim, “uma família que, com a graça do Senhor, vive em plenitude a própria vocação e a missão O glorifica”.

O texto recolhe também o recente Sínodo dos Bispos sobre a família, no que qual “identificamos as temáticas mais urgentes que envolvem a família em nossa sociedade plural”.

“Os valores e as virtudes da família, sua verdade existencial, são pontos de força sobre os que se apoia o núcleo familiar e não podem ser postos em discussão”.

“Estamos chamados a revisar nosso estilo de vida que está sempre exposto ao risco de ser 'contagiado' por uma mentalidade mundana –individualista, consumista, hedonista– e encontrar sempre de novo a via mestra para viver e proporcionar a grandeza e beleza do matrimônio e a alegria de ser e fazer família”.

O Papa assegura que a Igreja deve “prosseguir o empenho de anunciar o Evangelho do matrimônio e da família e de experimentar as propostas pastorais no contexto social e cultural no qual vivemos”.


Os desafios “nos estimulam a ampliar os espaços de amor fiel aberto à vida, à comunhão, à misericórdia, a compartilhar e à solidariedade”, escreve o Papa que finaliza a missiva pedindo que todos se deixem guiar pela Palavra de Deus.


Quarta, 10/12/2014 - ACI / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...