Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

“Nem conservadora nem progressista, a família é a família!”, exclama o Papa Francisco

O Papa Francisco dirigiu uma carta ao presidente do Pontifício Conselho para a Família, o Arcebispo Vicenzo Paglia, por ocasião do Encontro Mundial das Famílias que terá lugar na Filadélfia, Estados Unidos, do dia 22 ao 27 de setembro de 2015 com o tema “O amor e nossa missão. A família plenamente viva”. Na carta e recordando suas palavras no recente congresso interreligioso sobre a complementariedade do homem e a mulher realizado no Vaticano, o Papa assegura que “não podemos qualificar uma família com conceitos ideológicos, não podemos falar de família conservadora e família progressista. A família é família!”.

Do mesmo modo, o Pontífice afirma na sua carta a Dom Paglia que “a missão da família cristã” é “a de anunciar ao mundo, com a força do Sacramento nupcial, o amor de Deus”. “A partir deste mesmo anúncio nasce e constrói-se uma família viva, que põe o foco do amor no centro de todo seu dinamismo humano e espiritual”.

Assim, “uma família que, com a graça do Senhor, vive em plenitude a própria vocação e a missão O glorifica”.

O texto recolhe também o recente Sínodo dos Bispos sobre a família, no que qual “identificamos as temáticas mais urgentes que envolvem a família em nossa sociedade plural”.

“Os valores e as virtudes da família, sua verdade existencial, são pontos de força sobre os que se apoia o núcleo familiar e não podem ser postos em discussão”.

“Estamos chamados a revisar nosso estilo de vida que está sempre exposto ao risco de ser 'contagiado' por uma mentalidade mundana –individualista, consumista, hedonista– e encontrar sempre de novo a via mestra para viver e proporcionar a grandeza e beleza do matrimônio e a alegria de ser e fazer família”.

O Papa assegura que a Igreja deve “prosseguir o empenho de anunciar o Evangelho do matrimônio e da família e de experimentar as propostas pastorais no contexto social e cultural no qual vivemos”.


Os desafios “nos estimulam a ampliar os espaços de amor fiel aberto à vida, à comunhão, à misericórdia, a compartilhar e à solidariedade”, escreve o Papa que finaliza a missiva pedindo que todos se deixem guiar pela Palavra de Deus.


Quarta, 10/12/2014 - ACI / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...