Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Autor de atentado contra João Paulo II visita Basílica Vaticana

Mehmet Ali Ağca visitou na manhã de sábado (27/12) a Basílica de São Pedro, onde depositou dois maços de rosas brancas na capela onde se encontra o túmulo de São João Paulo II.

O turco foi o responsável pelos dois disparos contra o Pontífice na Praça S. Pedro, em 13 de maio de 1981.

Ali Ağca escolheu o dia 27 de dezembro porque foi o dia em que recebeu a visita do Papa Wojtyla na prisão de Rebibbia, em 1983. Na ocasião, ele recebeu o perdão de João Paulo II.


De acordo com o Vice-Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Padre Ciro Benedettini, Ali Ağca pôde entrar na Basílica sem nenhum problema, pois não tem qualquer pendência judiciária com o Vaticano. Já a situação não é a mesma para o Estado italiano. Ele entrou no país sem o visto obrigatório e está detido numa delegacia de polícia nos arredores do Vaticano, de onde receberá a ordem de expulsão nas próximas horas. 


Domingo, 28/12/2014 - Radio Vaticano / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...