Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Teologia do Corpo, caminho para santidade e via única de encontro com o amor verdadeiro



Foto: RCC Jovem
 Os ensinos de amor deixados por são João Paulo II, fizeram parte um dos temas abordados na manhã deste sábado (22), no Encontro Nacional de Jovens (ENJ) 2014, em Caruaru (PE). Com o tema: “Teologia do Corpo”, o coordenador Nacional do Ministério Jovem, Fernando Gomes, partilhou com a juventude RCCBRASIL, a necessidade de conhecer cada vez mais, o conjunto de 129 catequeses, sobre o amor original e responsável, proferidas por São João Paulo II nos anos de 1979 á 1984, que resultaram em um conteúdo riquíssimo para instrução afetiva e sexual cristã, conduzindo os cristãos ao encontro do amor da criação, pensado por Deus.

Com base em (I João 4,18) - “No amor não há temor. Antes, o perfeito amor lança fora o temor, porque o temor envolve castigo, e quem teme não é perfeito no amor.” - em clima de oração e inflamado pelo Espírito Santo, Fernando Gomes afirmou ao coração de muitos jovens, a certeza de que só o Senhor pode os levar ao encontro do verdadeiro amor; encontro este que exige a vida de santidade.

Esclarecendo o que a Teologia do Corpo nos chama a viver, e direcionado os jovens para uma vida de amor ao próximo, através do que Deus nos criou para ser: 'livres'; Fernando abordou também questões relacionadas a sexualidade desenfreada que apresentada riscos a juventude atual, levando-os a meditar que somos chamados a responder com nossa vida á um amor sem reservas, que só pode existir com a escolha pela vontade de Deus em um caminho de santidade.

Foto: RCC Jovem
 Plantar no coração a coragem para a vivência do amor que Deus criou, e buscar ser jovem que deseja sem medidas lutar para reabilitar a virtude da castidade no coração da humanidade, acolhendo o outro com respeito e autêntica caridade como via única para o eterno amor, Fernando Gomes pregou a escola do amor deixada por João Paulo II, e diz que o momento de hoje foi uma oportunidade para vivermos experiências que nos levem ao testemunho.

“Falar de teologia do corpo, do significado do corpo e das belíssimas catequeses de São João Paulo II, e não apenas de relação sexual, mas do nosso chamado á doação, foi uma oportunidade de convidar os jovens a isso viver, provocando-os a buscar esse amor verdadeiro, fazendo com eles desejem uma cultura de castidade e de pureza, que somará na construção de uma cultura de família e vida, e que se derramará através deles na sociedade, levando outros á contribui para a construção de um mundo novo” conclui.


Sábado,  22/11/2014 – RCC / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...