Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

A Igreja Triunfante

Neste ultimo sábado, 1º de novembro, a Igreja em todo o mundo, celebrou a Solenidade de Todos os Santos, um dia santo de guarda, que festeja aqueles que conseguiram alcançar a salvação e já estão junto de Deus, desfrutando da felicidade perfeita. A solenidade antecede o Dia de Finados, 2 de novembro, data que recorda aqueles que já estão salvos, mas que ainda precisam ser purificados.

Assim como revela o Evangelho (Mt 5,1-12), os santos são felizes, são bem-aventurados, porque exercem a liberdade para escolher a Deus em primeiro lugar. A Igreja ensina que a santidade é um caminho para a felicidade, da mesma forma que estar no pecado é abraçar um caminho que destrói e torna a pessoa infeliz.

O homem que procura viver a santidade é feliz porque busca alcançar o bem, que é Deus. Ele descobriu que a fonte da felicidade está em Jesus e consegue “acertar o alvo”, experimentando a alegria de fazer a vontade divina.

Cada cristão carrega dentro de si o dom da santidade dado por Deus, como diz a Carta de São Paulo aos Efésios: “Deus nos escolheu em Cristo, antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis, diante de seus olhos” (Ef 1,4).

A história confirma, que toda conquista alcançada com sacrifício é mais comemorada. Da mesma forma, a busca diária pela santidade trará frutos de felicidade e salvação que serão celebrados com grande alegria no Céu.

Como diz São Paulo, em sua Carta aos Coríntios: “É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou, tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam” (I Cor 2,9).


Ele explica que para escolher a santidade é preciso, muitas vezes, renunciar a tudo o que afasta a pessoa de Deus: “Todos os atletas se impõem a si muitas privações; e o fazem para alcançar uma coroa corruptível. Nós o fazemos por uma coroa incorruptível. Castigo o meu corpo e o mantenho em servidão, de medo de vir eu mesmo a ser excluído depois de eu ter pregado aos outros” (I Cor, 9,25.27).


Domingo, 02/11/2014 - ACI Cláudia Brito de Albuquerque e Sá / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...