Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/04/2018

“Queridos filhos,

Através do Grande Amor do PAI CELESTIAL, EU estou com vocês como sua MÃE e vocês estão comigo como MEUS filhos, como Apóstolos do Meu Amor que sem cessar, reúnem-se em torno de MIM.

Filhos MEUS, vocês são aqueles que, como a oração, devem abandonar-se totalmente ao MEU FILHO, a fim de que não sejam mais vocês a viverem, mas o MEU FILHO em vocês; de modo que todos aqueles que não O conheçam, O vejam em vocês e desejem conhecê-lo.

Rezem para que eles vejam em vocês uma humildade decidida e bondade, disponibilidade a servir os outros; que vejam que vocês vivem a sua vocação no mundo com o coração, em comunhão com o MEU FILHO. Que eles vejam em vocês mansidão, ternura e amor ao MEU FILHO, como também aos seus irmãos e irmãs. Apóstolos do MEU AMOR, vocês devem rezar muito e purificar os seus corações de odo que sejam vocês os primeiros a caminhar no caminho do MEU FILHO de modo que sejam vocês os justos unidos pela JUSTIÇA do MEU FILHO.

Filhos MEUS, como MEUS Apóstolos vocês devem estar unidos na comunhão que flui do MEU FILHO, a fim de que os MEUS filhos que não conhecem o MEU FILHO reconheçam uma comunhão de amor e desejem caminhar no caminho da vida, no caminho da unidade com o MEU FILHO.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa Francisco afirma que "a formação do presbítero deve ser permanente"

Participantes da Plenária da Congregação para o Clero tiveram encontro com o papa Francisco, na manhã desta sexta-feira, 3. Entre os membros presentes, estão os bispos brasileiros, os cardeais João Braz de Avis, presidente da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, e Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo (SP).

Na ocasião, o papa disse que a formação do presbítero deve ser permanente. Francisco relembrou, ainda, a finalidade da Congregação para o Clero, comprometida com a vocação, formação e evangelização.

Para o papa, "a vocação é como um 'diamante bruto' a ser lapidado, para que brilhe em meio ao povo de Deus". De acordo com o papa, a formação não é um ato unilateral, com o qual se transmitem noções teológicas ou espirituais, mas é colocar-se em caminho permanente na escola de Cristo. Este percurso nunca termina, pois seus discípulos jamais deixam de seguir o Mestre.

“Às vezes somos ágeis, outras vezes o nosso passo é incerto, ficamos parados e podemos inclusive cair, mas sempre permanecendo em caminho. Portanto, a formação enquanto discipulado acompanha toda a vida do ministro ordenado e diz respeito integralmente à sua pessoa, intelectualmente, humanamente e espiritualmente”, recomendou o papa.

Missão e compromisso

Os padres são chamados a serem pastores, convidados a estarem em meio ao rebanho. Para o papa, os presbíteros devem evitar a tentação de se preocuparem com o consenso dos outros e com o próprio bem-estar, mas buscar trabalhar animados pela caridade pastoral, para o anúncio do Evangelho até as periferias mais remotas. “Trata-se de ‘ser’ padres, não se limitando a ‘agir’ como padres, livres de todo mundanismo espiritual”, advertiu Francisco. 


Sexta, 03/10/2014 - CNBB / informações e imagens da Rádio Vaticano / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...