Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Rios de Água Viva inundam Caruaru

A cidade de Caruaru na tarde do domingo 24 de agosto foi invadida por rios que escorreram pelas suas ruas e praças. Não se tratava, porém, de águas que levavam morte, mas uma inundação de alegria, fé e amor, verdadeiros rios de água viva!

A festa começou em vários pontos da cidade de Caruaru aonde as caravanas procedentes das paróquias e até mesmo de fora do território da diocese, iam se dirigindo. Nos diversos locais foram feitas palestras, momentos de reflexão e espiritualidade. Cada ponto representava um rio que contemplava as mais diferentes dimensões de nossa Igreja Diocesana: jovens, família, pastorais, movimentos eclesiais e novas comunidades.

E com suas cores enchiam as ruas da mais genuína manifestação da fé. Já no Pátio de Eventos que ficou literalmente transformado numa catedral a céu aberto aonde toda a diocese estava reunida, as pessoas iam chegando e os grupos eram acolhidos pelos ministérios de música que se revezavam na animação. A fina chuva que caía não desanimou ninguém que de todos os modos manifestava a força de sua religiosidade. A animação era tanta que a chuva se transformou num céu sereno que completava o cenário perfeito: era festa no céu e na terra também.

Faltando poucos minutos para as 17h o padre Reginaldo Manzotti subiu ao palco para saudar o povo e preparar os fiéis para o início da celebração. Logo depois, a procissão de entrada trazia o bispo diocesano Dom Bernardino Marchiò e os concelebrantes que foram acolhidos por uma multidão que segundo estimativas da Polícia Militar superava a cifra de 85.000 fiéis. Em sua homilia, o bispo recordou que o Pátio de Eventos nacionalmente conhecido pelas festas de São João naquela tarde o pátio estava ainda mais bonito porque abria seu espaço para uma festa da fé. Contemplando Cristo, o verdadeiro Rio de Água Viva que é Cristo.

No final da celebração, não faltou uma homenagem a Padroeira de Caruaru Nossa Senhora das Dores que foi acolhida com muita emoção pelos fiéis. No momento de agradecimento além do reconhecimento a todas as entidades que colaboraram, o bispo diocesano entregou ao padre Reginaldo uma peça de barro representando São Francisco.

Logo após o encerramento da cerimônia litúrgica, foi iniciado um momento de evangelização aonde o padre Reginaldo Manzotti e banda concluíram as festividades.


Certamente o dia 24 de agosto entrará na história da Diocese pela grandiosidade do evento, imponência da participação dos fiéis e vivacidade daquilo que foi celebrado.


Segunda, 25/08/2014 - Site Diocese de Caruaru / Paulo Alves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...