Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/04/2018

“Queridos filhos,

Através do Grande Amor do PAI CELESTIAL, EU estou com vocês como sua MÃE e vocês estão comigo como MEUS filhos, como Apóstolos do Meu Amor que sem cessar, reúnem-se em torno de MIM.

Filhos MEUS, vocês são aqueles que, como a oração, devem abandonar-se totalmente ao MEU FILHO, a fim de que não sejam mais vocês a viverem, mas o MEU FILHO em vocês; de modo que todos aqueles que não O conheçam, O vejam em vocês e desejem conhecê-lo.

Rezem para que eles vejam em vocês uma humildade decidida e bondade, disponibilidade a servir os outros; que vejam que vocês vivem a sua vocação no mundo com o coração, em comunhão com o MEU FILHO. Que eles vejam em vocês mansidão, ternura e amor ao MEU FILHO, como também aos seus irmãos e irmãs. Apóstolos do MEU AMOR, vocês devem rezar muito e purificar os seus corações de odo que sejam vocês os primeiros a caminhar no caminho do MEU FILHO de modo que sejam vocês os justos unidos pela JUSTIÇA do MEU FILHO.

Filhos MEUS, como MEUS Apóstolos vocês devem estar unidos na comunhão que flui do MEU FILHO, a fim de que os MEUS filhos que não conhecem o MEU FILHO reconheçam uma comunhão de amor e desejem caminhar no caminho da vida, no caminho da unidade com o MEU FILHO.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Fé, relação de amor e confiança com Deus

Antes de rezar o Angelus com os milhares de fiéis, peregrinos e turistas reunidos na Praça São Pedro este domingo, 24, Francisco recordou que o Evangelho do XXI Domingo do Tempo ordinário apresenta o célebre trecho do relato de São Mateus em que Simão, em nome dos Doze, professa sua fé em Jesus como “o Cristo, o Filho de Deus vivo”. “Por isso, disse o Papa, Jesus chama Simão de “bem-aventurado”, pois reconhece em sua fé um dom especial do Pai, e lhe diz: “Tu é Pedro, e sobre ti construirei a minha Igreja”.

O Bispo de Roma explicou que Jesus atribui a Simão o nome “Pedro”, que na sua língua se diz “Kefas”, palavra que significa “pedra”; e recordou que na Bíblia, o termo “pedra” é referido a Deus. “Jesus não confere este nome a Simão por suas qualidades ou virtudes humanas, mas por sua fé genuína e firme, que também nós devemos ter”, esclareceu, completando:

“Jesus sente uma grande alegria porque reconhece em Simão a mão do Pai e a ação do Espírito Santo que lhe deu uma fé “confiável”, sobre a qual o Senhor poderia edificar sua Igreja, ou seja, a sua comunidade".

O Papa disse ainda que o Senhor pensava na imagem de ‘construir’, tinha a comunidade como um edifício. Por esta razão, quando ouve a profissão de fé genuína de Simão, o chama ‘pedra’ e manifesta a intenção construir sua Igreja sobre esta fé.

Este Evangelho interpela cada um de nós, porque quando o Senhor encontra em nosso coração uma fé – não digo perfeita – mas sincera e genuína, ele vê em nós pedras vivas, com as quais construir sua comunidade. Todo batizado é chamado a oferecer a Jesus a sua própria fé – pobre, mas sincera – para que Ele continue construindo a sua Igreja em todas as partes do mundo”, disse.

O Pontífice comentou que em nossos dias, as pessoas pensam que Jesus é um grande profeta, um mestre de sabedoria, um modelo de justiça. E concluiu convidando todos a pensar na resposta que daríamos à pergunta: “Quem vocês pensam que eu sou?”.



Domingo, 24/08/2014 - Rádio Vaticano / Paulo Alves 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...