Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/02/2019

“Queridos filhos,

O AMOR e a BONDADE do PAI CELESTIAL os dá revelações que fazem com que a fé em vocês cresça e se compreenda, e os traga paz, segurança e esperança.

Assim também eu, filhos MEUS, por meio do AMOR MISERICORDIOSO do PAI CELESTIAL sempre e novamente os mostro a estrada em direção ao MEU FILHO, em direção à SALVAÇÃO ETERNA. Mas, infelizmente, muitos dos MEUS filhos não querem me escutar, e muitos dos MEUS filhos duvidam.

Mas EU, EU sempre e em todos os tempos, louvei o SENHOR por tudo aquilo que ELE fez em MIM e por meio de MIM. MEU FILHO se dá a vocês, divide o pão com vocês, os dá palavras de VIDA ETERNA, a fim que EU as leve a todos. Vocês, filhos MEUS, apóstolos do MEU AMOR, do que vocês tem medo quando MEU FILHO está com vocês ?

Ofereçam-LHE as suas almas, a fim de que ELE possa morar nelas, e possa fazer de vocês instrumentos da FÉ e instrumentos do AMOR.

Filhos MEUS, vivam o EVANGELHO, vivam o AMOR MISERICORDIOSO ao próximo, e, acima de tudo, vivam o AMOR ao PAI CELESTIAL. Filhos MEUS, vocês não estão juntos por acaso, o PAI CELESTIAL não une ninguém por acaso. O MEU FILHO fala às suas ALMAS e eu faço aos seus CORAÇÕES.

Como MÃE, EU digo a vocês: caminhem COMIGO, amem-se uns aos outros, testemunhem. Não tenham medo, com o seu exemplo, de defender a VIDA, a PALAVRA DE DEUS que é ETERNA e que não muda nunca. Filhos MEUS, quem trabalha na LUZ DO AMOR MISERICORDIOSO e na VERDADE é sempre ajudado pelo CÉU e nunca está sozinho.

Apóstolos do MEU AMOR, que vocês sejam reconhecidos, sempre, entre todos os outros, pelo seu escondimento, pelo seu amor e pela sua serenidade. EU estou com vocês. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Fé, relação de amor e confiança com Deus

Antes de rezar o Angelus com os milhares de fiéis, peregrinos e turistas reunidos na Praça São Pedro este domingo, 24, Francisco recordou que o Evangelho do XXI Domingo do Tempo ordinário apresenta o célebre trecho do relato de São Mateus em que Simão, em nome dos Doze, professa sua fé em Jesus como “o Cristo, o Filho de Deus vivo”. “Por isso, disse o Papa, Jesus chama Simão de “bem-aventurado”, pois reconhece em sua fé um dom especial do Pai, e lhe diz: “Tu é Pedro, e sobre ti construirei a minha Igreja”.

O Bispo de Roma explicou que Jesus atribui a Simão o nome “Pedro”, que na sua língua se diz “Kefas”, palavra que significa “pedra”; e recordou que na Bíblia, o termo “pedra” é referido a Deus. “Jesus não confere este nome a Simão por suas qualidades ou virtudes humanas, mas por sua fé genuína e firme, que também nós devemos ter”, esclareceu, completando:

“Jesus sente uma grande alegria porque reconhece em Simão a mão do Pai e a ação do Espírito Santo que lhe deu uma fé “confiável”, sobre a qual o Senhor poderia edificar sua Igreja, ou seja, a sua comunidade".

O Papa disse ainda que o Senhor pensava na imagem de ‘construir’, tinha a comunidade como um edifício. Por esta razão, quando ouve a profissão de fé genuína de Simão, o chama ‘pedra’ e manifesta a intenção construir sua Igreja sobre esta fé.

Este Evangelho interpela cada um de nós, porque quando o Senhor encontra em nosso coração uma fé – não digo perfeita – mas sincera e genuína, ele vê em nós pedras vivas, com as quais construir sua comunidade. Todo batizado é chamado a oferecer a Jesus a sua própria fé – pobre, mas sincera – para que Ele continue construindo a sua Igreja em todas as partes do mundo”, disse.

O Pontífice comentou que em nossos dias, as pessoas pensam que Jesus é um grande profeta, um mestre de sabedoria, um modelo de justiça. E concluiu convidando todos a pensar na resposta que daríamos à pergunta: “Quem vocês pensam que eu sou?”.



Domingo, 24/08/2014 - Rádio Vaticano / Paulo Alves 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...