Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

A PAZ É FRUTO DA MISERICÓRDIA

PADRE DI LASCIO
A indústria bélica é um dos pilares que sustentam e movimentam a economia global que se encontra nas mãos dos poderosos deste mundo.

O poder tem a capacidade de cegar os olhos do coração e, uma vez cegados e obcecados, os homens e mulheres que o detêm são capazes de cometer atrocidades em nome da verdade e do direito de posse. Pessoas e cidadãos viram adubos e resto de entulhos, removidos pelas pás e caçambas e lançados como matéria prima na fabricação dos asfaltos.

É difícil acreditar como a grande maioria das pessoas no mundo estão anestesiadas e entorpecidas pelas drogas, que a  assassina imprensa marrom que, pelos meios de comunicação, diariamente injeta no inconsciente coletivo e consegue, assim, abobalhar a massa humana, criando a síndrome do indiferentismo, da omissão e da fatalidade religiosa.    

As últimas notícias e informações que nos chegam do Oriente Médio, da Ucrânia, do Iraque, da África e  de outras regiões do mundo são assustadoras. Quanto sangue derramado será ainda necessário para se implantar a paz mundial? Quantas preciosas vidas ainda deverão passar pelo corredor da morte para se garantir aos povos e nações o direito de viver em plena concórdia?

Em pleno século XXI, que prima pela excelência dos recursos da comunicação, é repugnante termos que assistir a genocídios e barbáries contra a humanidade. Atrocidades praticadas para satisfazer o ego idólatra dos cérebros criadores das indústrias da guerra, com vistas a garantir seu poder, e que se enriquecem com o extermínio de massas humanas.

O Deus Vivo e Verdadeiro, revelado por Jesus Cristo, não é deus e senhor das guerras, mas é o Deus da Vida e da Paz. Eis aqui um clamor para que os seres humanos, acima de tudo cristãos, se conscientizem da profunda Verdade que se encerra em Deus e se realiza plenamente em sua Palavra Viva, seu Filho Jesus.  


Sexta, 15/08/2014 - Padre Luiz Roberto Teixeira Di Lascio, pároco de Nossa Senhora da Pompeia, Arquidiocese de Campinas (SP) /Por E-mail
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...