Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Arquidiocese de São Paulo em festa pela canonização do Beato José de Anchieta

A Arquidiocese da cidade de São Paulo, da qual o futuro santo José de Anchieta foi um dos fundadores, se rejubila com toda a Igreja pela elevação aos altares do missionário jesuíta chamado “O Apóstolo do Brasil” e lança uma especial programação para a véspera do dia 3 de abril, quando o decreto de canonização será assinado pelo Papa Francisco em Roma.

Em um recente artigo publicado no site da Arquidiocese da capital paulista, o Cardeal Odilo Pedro Scherer escreve: “Manifesto, em nome da Arquidiocese de São Paulo, profunda gratidão a Deus pela proclamação do bem-aventurado Padre José de Anchieta como “santo”! Ad maiorem Dei gloriam – que tudo seja para a maior glória de Deus!”

“Este momento foi longamente esperado por esta Igreja que está em São Paulo. Grande
missionário, São José de Anchieta deu o testemunho de uma vida santa, já reconhecido
assim enquanto ainda vivia; por isso, logo após o seu falecimento, em 1597, foi aclamado
como “Apóstolo do Brasil!

Gratidão ao Papa Francisco, conhecedor da história de Anchieta e dos primeiros
missionários jesuítas no Brasil, que acolheu benevolamente o pedido da Igreja e, bem
depressa, deu o reconhecimento oficial a Anchieta como “santo”.

A Igreja, nesta Metrópole, deve seus inícios à obra evangelizadora de Anchieta e de seus
companheiros na missão de São Paulo de Piratininga. Desta missão, também nasceu a
própria cidade de São Paulo”.

“São José de Anchieta significa muito para nós, em São Paulo, e nos sentimos honrados com a sua canonização!”, expressou o Cardeal.

Por último o purpurado destacou o “exemplo - de jovem entusiasta por Cristo e pelo Evangelho, de homem santo, movido pelo amor a Deus e aos irmãos, de missionário incansável, zeloso na transmissão da alegria do Evangelho, de pacificador respeitoso das culturas dos povos originários do
Brasil, de educador, pai dos pobres e enfermos – continue a nos motivar e inspirar na
dedicação à missão”.

“Somos continuadores do trabalho por ele iniciado. Que sua intercessão e seu exemplo nos valham sempre! São José de Anchieta, rogai por nós!”Conclui o artigo de Dom Odilo Pedro Scherer.

Segue a programação pela Canonização do Padre José de Anchieta em São Paulo e em igrejas de todo o Brasil:

2 de abril - Véspera da Canonização do Padre Anchieta
14h - Repicar dos sinos em todas as igrejas da Arquidiocese de São Paulo, durante 5 minutos;
14h30 - Entrevista coletiva à imprensa com o Cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo Metropolitano, no Páteo do Colégio;
18h - Celebração de louvor e ação de graças, presidida pelo Cardeal Scherer , na Catedral da Sé;
19h30 - Celebração de louvor e ação de graças, presidida pelo Cardeal Scherer , no Páteo do Colégio.

6 de abril
9h30 - Concentração no Páteo do Colégio com apresentação breve da biografia do Padre Anchieta, intercalada com orações e cantos e um trecho do musical “Anchieta para todos os Povos”, da Comunidade Shalom.

10h15 - Saída da procissão, com a relíquia do Padre Anchieta, em direção à Catedral da Sé;

11h - Missa solene em ação de graças pela Canonização, na Catedral da Sé, presidida pelo Cardeal Scherer e com as presenças do Prefeito Fernando Haddad e do Governador de São Paulo Geraldo Alckmin.

A programação será transmitida, ao vivo, por um pool de emissoras: TV Cultura, TV Canção Nova, Rede Vida, Rede Século 21, TV Aparecida, Rede Evangelizar, além da transmissão articulada pela Rede Católica de Rádios, coordenada pela Rádio 9 de Julho da Arquidiocese de São Paulo. Os internautas também poderão acompanhar a missa da Catedral da Sé no site da Arquidiocese.



SÃO PAULO, 02 Abr. 14 - ACI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...