Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa Francisco recebe Barack Obama no Vaticano

O Papa Francisco recebeu esta manhã ao Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com quem dialogou sobre uma série de importantes temas como a liberdade religiosa, os conflitos internacionais, o direito à objeção de consciência, a defesa da vida, entre outros.

O Santo Padre conversou com o mandatário durante 50 minutos, no que constitui o primeiro encontro entre ambos. Francisco e Obama começaram a reunião com um longo aperto de mãos. "Bem-vindo, senhor Presidente", disse o Pontífice em inglês. "É uma grande honra. Sou um grande admirador seu. Muito obrigado por me receber", respondeu o mandatário.

Obama também ofereceu ao Papa as saudações de sua família e comentou ao Santo Padre que “a última vez que visitei seu predecessor o fiz com minha esposa e minhas filhas”.

No encontro, descrito como pela Santa Sé como um momento de mútua cordialidade, ambos os líderes intercambiaram suas opiniões sobre diversos temas internacionais, expressando sua esperança de que nos lugares onde há conflito exista um grande respeito pelo direito humanitário e internacional e que todas as partes envolvidas possam chegar a uma solução e obter a paz.

Sobre as relações bilaterais e os assuntos referentes à cooperação entre a Igreja e o Estados, ambos conversaram sobre aspectos relevantes para a Igreja nos Estados Unidos.

Entre eles estão o direito dos cidadãos à liberdade religiosa, o direito à vida e à objeção de consciência, assim como o tema da reforma migratória. O assunto final foi o da luta contra o tráfico de pessoas em todo o mundo.

Logo os dois intercambiaram presentes. O Papa Francisco obsequiou a Obama um exemplar de sua primeira exortação apostólica, "Evangelii Gaudium", e um medalhão artístico que representa o "Anjo da Paz", como o próprio Papa explicou a Obama. Francisco também obsequiou a Obama uma coleção de moedas de seu pontificado, que caíram ao serem mostradas ao presidente dos Estados Unidos, o que provocou a risada de ambos.

Ao receber o documento, Obama disse ao Pontífice: “sabe, acredito que vou ler isto no Salão Oval (da Casa Branca) quando estiver frustrado e estou seguro de que a leitura me dará força e me calma”. O Papa a respondeu em inglês “I hope so” (Isso espero).

Por sua parte, Obama deu de presente ao Papa um estojo com algumas sementes de árvores e espécies que crescem no jardim da Casa Branca. "Se tiver a possibilidade de vir à Casa Branca S.S. poderia também visitar o jardim", disse Obama no que significou um convite informal ao Pontífice, quem respondeu em espanhol com um diplomático e cordial: "mas como não?".

Ao despedir-se, Obama agradeceu em espanhol ao Santo Padre com um “muito obrigado” e logo lhe pediu que “reze por mim e por minha família. Elas estão comigo neste caminho".

Acompanhados pelos guardas suíços, Obama e sua equipe saíram da Biblioteca e logo o presidente e o Secretário de estado dos EUA, John Kerry, reuniram-se com o Secretário de estado Vaticano, Monsenhor Pietro Parolin, com quem já havia tido uma longa conversa no Vaticano há poucos meses.

Em uma entrevista publicada hoje pelo jornal italiano Corriere della Sera, Barack Obama afirma que o compromisso do Papa com a justiça social é um desafio para todos e ressaltou a "grande autoridade moral" do Santo Padre e o fato de que não só pregue o Evangelho, mas também dê exemplo vivendo-o.

VATICANO, 27 Mar. 14 - ACI/EWTN Noticias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...