Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O Papa Francisco critica os falsos acusadores de sacerdotes

  Em uma passagem do seu recente encontro quaresmal com o clero de Roma, que não foi coberto pela imprensa, o Papa Francisco criticou duramente aqueles que realizaram falsas acusações contra sacerdotes assinalando que pensa tomar medidas contra os culpados.

“Isso me afetou muito e compartilhei a dor não só com alguns de vocês, mas também com todo o presbitério, pelas acusações feitas contra um grupo de vocês”, disse o Pontífice durante o encontro.

O Santo Padre se referia às acusações lançadas por um ex-sacerdote, Patrício Poggi, acusado de delitos sexuais, que no seu testemunho diante da justiça em junho de 2013 acusou com nome a um grupo de sacerdotes da diocese de Roma como parte de um suposto círculo de abusadores.

A justiça italiana, logo depois de várias investigações, e de numerosas e prejudiciais manchetes nos meios de comunicação, concluiu que as acusações de Poggi eram “parte de um sórdido complô” e procedeu com a sua detenção.

“Falei com alguns de vocês que foram acusados e vi a dor destas feridas injustas, uma loucura, e quero dizer publicamente que me sinto próximo ao presbitério, porque aqui os acusados não são sete ou oito ou quinze, é todo o presbitério”.

“Esta (afronta) não foi esquecida, está-se estudando o problema, e se está procurando o caminho para (reparar) este ato de grave injustiça”, adicionou o Pontífice.

O discurso completo do Santo Padre, incluindo esta passagem que pronunciou fora do texto preparado, encontra-se no original em italiano no site do Vicariato de Roma.


Vaticano, 11 Mar. 14 - ACI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...