Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O Papa Francisco critica os falsos acusadores de sacerdotes

  Em uma passagem do seu recente encontro quaresmal com o clero de Roma, que não foi coberto pela imprensa, o Papa Francisco criticou duramente aqueles que realizaram falsas acusações contra sacerdotes assinalando que pensa tomar medidas contra os culpados.

“Isso me afetou muito e compartilhei a dor não só com alguns de vocês, mas também com todo o presbitério, pelas acusações feitas contra um grupo de vocês”, disse o Pontífice durante o encontro.

O Santo Padre se referia às acusações lançadas por um ex-sacerdote, Patrício Poggi, acusado de delitos sexuais, que no seu testemunho diante da justiça em junho de 2013 acusou com nome a um grupo de sacerdotes da diocese de Roma como parte de um suposto círculo de abusadores.

A justiça italiana, logo depois de várias investigações, e de numerosas e prejudiciais manchetes nos meios de comunicação, concluiu que as acusações de Poggi eram “parte de um sórdido complô” e procedeu com a sua detenção.

“Falei com alguns de vocês que foram acusados e vi a dor destas feridas injustas, uma loucura, e quero dizer publicamente que me sinto próximo ao presbitério, porque aqui os acusados não são sete ou oito ou quinze, é todo o presbitério”.

“Esta (afronta) não foi esquecida, está-se estudando o problema, e se está procurando o caminho para (reparar) este ato de grave injustiça”, adicionou o Pontífice.

O discurso completo do Santo Padre, incluindo esta passagem que pronunciou fora do texto preparado, encontra-se no original em italiano no site do Vicariato de Roma.


Vaticano, 11 Mar. 14 - ACI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...