Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O Papa Francisco critica os falsos acusadores de sacerdotes

  Em uma passagem do seu recente encontro quaresmal com o clero de Roma, que não foi coberto pela imprensa, o Papa Francisco criticou duramente aqueles que realizaram falsas acusações contra sacerdotes assinalando que pensa tomar medidas contra os culpados.

“Isso me afetou muito e compartilhei a dor não só com alguns de vocês, mas também com todo o presbitério, pelas acusações feitas contra um grupo de vocês”, disse o Pontífice durante o encontro.

O Santo Padre se referia às acusações lançadas por um ex-sacerdote, Patrício Poggi, acusado de delitos sexuais, que no seu testemunho diante da justiça em junho de 2013 acusou com nome a um grupo de sacerdotes da diocese de Roma como parte de um suposto círculo de abusadores.

A justiça italiana, logo depois de várias investigações, e de numerosas e prejudiciais manchetes nos meios de comunicação, concluiu que as acusações de Poggi eram “parte de um sórdido complô” e procedeu com a sua detenção.

“Falei com alguns de vocês que foram acusados e vi a dor destas feridas injustas, uma loucura, e quero dizer publicamente que me sinto próximo ao presbitério, porque aqui os acusados não são sete ou oito ou quinze, é todo o presbitério”.

“Esta (afronta) não foi esquecida, está-se estudando o problema, e se está procurando o caminho para (reparar) este ato de grave injustiça”, adicionou o Pontífice.

O discurso completo do Santo Padre, incluindo esta passagem que pronunciou fora do texto preparado, encontra-se no original em italiano no site do Vicariato de Roma.


Vaticano, 11 Mar. 14 - ACI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...