Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Francisco: o Senhor caminha conosco para amaciar o nosso coração

O Senhor caminha conosco para amaciar o nosso coração. Foi o que afirmou o Papa Francisco na Missa, nesta manhã de terça-feira, na Casa Santa Marta. Na Solenidade de hoje da Anunciação, o Papa destacou que somente com um coração humilde como o de Maria, podemos nos aproximar de Deus. A salvação, observou em seguida, não se compra e não se vende: se doa. 

Para onde leva o orgulho do coração? Papa Francisco desenvolveu a sua homilia, concentrando-se em Adão e Eva que, cedendo à sedução de Satanás, acreditaram ser como Deus. Aquele “orgulho suficiente” faz com eles sejam expulsos do Paraíso. Mas o Senhor não os deixa caminhar sozinhos, faz a eles uma promessa de redenção e caminha com eles. “O Senhor - disse ainda o Papa - acompanhou a humanidade neste longo caminho. Fez dela um povo. Estava com eles”. E aquele “caminho que teve início com uma desobediência, termina com uma obediência”, com o sim de Maria no Anúncio do anjo. “O nó que Eva fez com a sua desobediência - disse recordando Santo Irineu de Lyon - foi dissolvido por Maria com a sua obediência”. É um caminho, acrescentou, “no qual as maravilhas de Deus se multiplicam”:

“O Senhor caminha com seu povo. E por que caminhava com o seu povo, com tanta ternura? Para amaciar o nosso coração. Explicitamente Ele diz: ‘Eu vou fazer do seu coração de pedra um coração de carne’. Amaciar o nosso coração para receber a promessa que ele havia feito no Paraíso. Através de um homem entrou o pecado, e através de outro homem chega a salvação. E este caminho tão longo ajudou todos nós a termos um coração mais humano, mais próximo de Deus, não tão orgulhoso, não tão suficiente”.
E hoje, continuou, a liturgia nos fala “desta etapa no caminho de restauração”, “nos fala de obediência, de docilidade à Palavra de Deus”:

“A salvação não se compra, não se vende: se doa. É grátis. Nós não podemos nos salvar sozinhos: a salvação é um dom, totalmente gratuito. Não se compra com o sangue nem de touros nem de cabras: não se pode comprar. Para entrar em nós esta salvação somente pede um coração humilde, um coração dócil, um coração obediente. Como o de Maria. E, o modelo deste caminho de salvação é o mesmo Deus, Seu filho, que não se apegou a um direito inalienável, ser igual a Deus, Paulo o diz”.

O Papa colocou ênfase no “caminho de humildade, de humilhação”. Isso, disse ele, “significa simplesmente dizer: Eu sou homem, eu sou mulher e Tu és Deus, e ir adiante, à presença de Deus”, “na obediência, na docilidade de coração”. E por isso, exortou o Papa na Solenidade da Anunciação, “vamos fazer festa: a festa deste caminho, de uma mãe para outra mãe, de um pai para outro pai”:

“Hoje podemos abraçar o Pai que, graças ao sangue de Seu Filho, se tornou como um de nós, nos salva. Este pai está esperando por nós todos os dias ... Vamos olhar para o ícone de Eva e Adão, olhar para o ícone de Maria e Jesus, olhar para o caminho da História com Deus que caminhava com o seu povo. E vamos dizer: ‘Obrigado. Obrigado, Senhor, porque hoje Tu dizes a nós que nos doaste a salvação’. Hoje é um dia para dar graças ao Senhor”.

Cidade do Vaticano,25/03/2014 - Rádio Vaticano 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...