Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Com o Papa Francisco nós leigos não podemos seguir como se nada tivesse acontecido, assegura autoridade vaticana

 “A eleição de Francisco é um fato que tem uma carga interpelante para nós, porque o fato de que o Papa venha da América Latina não é só motivo de legítimo orgulho”, assinalou o Secretário da Pontifícia Comissão para a América Latina (CAL), Guzmán Carriquiry Lecour, e destacou que “não podemos seguir vivendo como se nada tivesse acontecido”.

Carriquiry destacou que a eleição do Santo Padre “também recarrega os pastores e os leigos de novas exigências e novas responsabilidades! A providência de Deus põe a Igreja na América Latina e os povos destas latitudes em uma nova prova, e temos que estar ao nível das exigências”, além disso, o “papel dos leigos é insubstituível lá onde é necessário transformar as estruturas e ordena-las segundo o Evangelho”.

A autoridade vaticana que visita a cidade de Buenos Aires (Argentina) para falar da exortação apostólica Evangelii Gaudium e os desafios que o continente enfrenta, sustentou em uma entrevista à Agência AICA que segundo a sua análise, o Pontífice pede aos católicos “levar a sério a verdade e a beleza da experiência cristã”.

Ao enfatizar o desejo do Papa com os leigos, disse que “quer que eles sejam muito mais coparticipantes de toda a vida e a missão da Igreja; quer que cresçam como discípulos e deem seu testemunho e anúncio como discípulos missionários, que são o sujeito fundamental que os bispos tiveram presente em Aparecida, e a quem o Papa dirige as grandes diretivas da exortação apostólica Evangelii Gaudium”.

Explicou que o Santo Padre deseja também que os leigos tenham participação nos conselhos pastorais paroquiais e diocesanos, mas, sobretudo, “quer que sejam protagonistas naqueles lugares onde está a vida e o destino das pessoas, das famílias e dos povos. Quer que saiamos ao encontro das periferias da sociedade e da existência”.

Refletiu que o Santo Padre está mostrando o que quer em concreto para os latino-americanos, e é “um salto de qualidade na nossa fé, que tem que ser anunciada a partir de uma muito maior proximidade, familiaridade e compenetração afetiva, que apenas o amor à vida do próprio povo, a escuta de seus clamores, de suas necessidades, de seus problemas pode dar”, e enfatizou “isso é o que está pedindo especialmente aos pastores”.

Afirmou que o Pontífice sempre pede a conversão pessoal e depois pede conversão pastoral, quer dizer, “superar toda autorreferencialidade, todo fechamento em nós mesmos e sair de nossas capelas reluzentes para compartilhar o Evangelho com nosso povo. Quer uma conversão de nossas estruturas que, se não, se tornarão caducas”.

“Finalmente, pede-nos uma conversão missionária: o Papa nos chama à conversão e ao anúncio nas periferias da sociedade e existenciais”, concluiu.

BUENOS AIRES, 15 Mar. 14 - ACI/EWTN Noticia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...