Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Comentário polemico da jornalista Rachel Sheherazade

Os comentários da jornalista Rachel Sheherazade, âncora do telejornal SBT Brasil, têm dado o que falar, não é mesmo? Provavelmente você soube da mais recente polêmica em torno de um dos seus comentários. Trata-se do que ela falou a respeito dos chamados "justiceiros" do Rio da Janeiro, que, indignados por causa de um assaltante que causava problemas há muito tempo sem que nada lhe acontecesse, golpearam o bandido, tiraram as roupas dele e prenderam-no a um poste com uma corrente de bicicletas.

Rachel afirmou que tal atitude é compreensível, levando-se em conta o grau de violência a que estão expostos os brasileiros (mais de 50.000 homicídios por ano), a omissão do Estado e o modo como este não poucas vezes protege os bandidos e, particularmente, os criminosos menores de idade. Ela não disse que a atitude dos "justiceiros" foi correta e exemplar, mas que era possível compreender por que fizeram isso. Imediatamente, teve início uma campanha de linchamento público da jornalista, especialmente por parte de militantes do PSOL, os mesmos que dizem ser compreensível a atitude de um bandido, já que ele muitas vezes vem de um meio hostil.

Aqueles que querem silenciá-la são os mesmos que defendem políticos que já fizeram justiça com as próprias mãos. Eles alegam que a jornalista do SBT cometeu crime de incitação à violência, mas basta um pouco de boa vontade para perceber que há uma enorme diferença entre dizer que se compreende por que alguém age de determinada maneira e apoiar o que essa pessoa faz; e por ter dito isso a jornalista tem sido alvo de uma verdadeira campanha de assassinato de reputação.

Por isso, se você quiser assinar a campanha em apoio a Rachel, clique no link para fazê-lo! 
http://www.citizengo.org/pt-pt/746-apoie-rachel-sheherazade-contra-ditadura-do-discurso-unico

O que está em jogo aqui é a tentativa de imposição de uma ditadura do pensamento único, sem espaço para divergências de opinião. Trata-se de algo grave e que só ocorre em regimes de exceção. 

Quarta, 19/02/2014 - Guilherme Ferreira / CitizenGO.  

Abaixo vídeo polemico:

  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...