Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Simpósio de Ecumenismo discute evangelização e diálogo entre religiões

Professores do ensino religioso, agentes de pastoras e especialistas se reúnem a partir de hoje, 17, em São Paulo, para debater os aspectos determinantes do pluralismo eclesial e religioso no Brasil. Esse é um dos objetivos do V Simpósio de Formação Ecumênica e XVI Encontro de Professores de Ecumenismo, que serão realizados, simultaneamente, até o dia 19 de janeiro.
O evento é organizado pela Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso da CNBB, com o propósito de capacitar agentes de pastoral e professores.
A conferência de abertura, prevista para às 15h, contará com a presença do padre Marcial Maçaneiro, teólogo e professor, com atuação no MEC para verificação de cursos de Filosofia e Teologia no Brasil. Ele irá debater com os participantes as declarações Nostra Aetate Dignitatis Humanae, que tratam da  liberdade religiosa e sobre o diálogo inter-religioso. Esses textos foram escritos durante o Concílio Vaticano II e completaram 50 anos de suas publicações.
O perito em ecumenismo, padre Gabriele Cipriani, que possui longa trajetória de estudos da temática, abordará o Decreto sobre Ecumenismo Unitatis Redintegratio, no qual a Igreja incentiva promover a unidade entre os cristãos. Assinado pelo papa Paulo VI, o decreto “quer propor a todos os católicos os meios, os caminhos e as formas com que eles possam corresponder a esta vocação e graça divina”.

Diálogo
De acordo com o assessor da comissão, padre Elias Wolff, o seminário pretende aprofundar a compreensão das orientações do Concílio Vaticano II sobre o ecumenismo e o diálogo inter-religioso, para favorecer atitudes de encontro, diálogo e cooperação entre igrejas e religiões.
“Queremos intensificar o processo de formação para quem já estuda e analisa o contexto religioso brasileiro. Também esta é uma oportunidade aos agentes que atuam na dimensão pastoral, na tentativa de buscarmos métodos para vincular a evangelização e o diálogo. Desta forma, encaminhar a ação missionária da Igreja, a partir da convivência entre cristãos e membros de outras religiões”, explica padre Elias.


Sexta, 17 de Janeiro de 2014 - CNBB 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...