Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/10/2017

Queridos filhos,

Falo a vocês como MÃE, com palavras simples mas cheias de amor e de preocupação, que ME foram confiados por MEU FILHO. É ELE que, do ETERNO PRESENTE, fala a vocês com palavras de vida e semeia o amor nos corações abertos, Por esta razão os peço, apóstolos do MEU AMOR, tenham os corações abertos, sempre prontos à misericórdia e ao perdão.

Pelo MEU FILHO, perdoem sempre ao próximo porque assim vocês terão a paz. Filhos MEUS, preocupem-se com a alma de vocês porque é a única coisa que pertence a vocês realmente. Vocês se esqueceram da importância da família.

A família não deveria ser lugar de sofrimento e de dor mas local de compreensão e de ternura. As famílias que vivem segundo o MEU FILHO, vivem em amor recíproco.

Quando o MEU FILHO era ainda pequeno, ELE ME dizia que todos os homens são SEUS irmãos; por isso lembrem-se, apóstolos do MEU AMOR, que todos os homens que vocês encontrarem são família, irmãos pelo MEU FILHO.

Meus filhos, não gastem seu tempo pensando sobre o futuro, se preocupando. Que sua única preocupação seja viver bem cada momento de acordo com MEU FILHO. Lá está – paz para vocês!

Filhos MEUS, não esqueçam nunca de rezar pelos seus sacerdotes. Rezem para que possam aceitar todos os homens como seus próprios filhos e segundo o MEU FILHO, sejam pais espirituais. Obrigada.


OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Popularidade da Papa Francisco não é uma estratégia planejada, afirma Pe. Lombardi

 O diretor do Escritório de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, recebeu na Espanha o prêmio outorgado pela Radiotelevisión Diocesana de Toledo, ocasião na qual assinalou que o “extraordinário interesse” que existe pelas Missas que a Papa Francisco celebradas na Casa Santa Marta, faz que suas homilias sejam traduzidas a 40 idiomas, destacando ainda que a popularidade do Pontífice não é uma estratégia do Vaticano.

O Papa Francisco tem "um extraordinário carisma de comunicação que compensa amplamente o conhecimento limitado de idiomas", pois apenas domina o italiano e o espanhol, indicou o sacerdote durante a conferência realizada no Instituto Teológico de São Ildefonso de Toledo sob o título “Reflexões e experiências sobre a comunicação de três Papas”.

Sobre o Beato João Paulo II, o Pe. Lombardi destacou seu "amor pela verdade e não esconder-se de nada e de ninguém”. Sobre Bento XVI ressaltou seu "pensamento ordenado e conciso" e, sobre o Papa Francisco, assinalou seu grande carisma de comunicador e sua proximidade  humana "franca e valente".

O porta-voz assinalou também que o crescente interesse que o Papa suscita não é fruto de uma nova estratégia de comunicação iniciada pelo Vaticano. "Posso assegurar-lhes que em comparação com o Pontificado anterior não foi iniciada no Vaticano uma nova estratégia de comunicação no sentido de um estudo prévio das atividades, discursos ou gestos da Papa com o fim de chamar a atenção dos presentes e ter êxito. Não há uma nova estratégia planejada em um escritório", expressou.

Conforme explicou, o interesse que despertou Francisco pode dever-se a que ele "atua com um enfoque pastoral e uma linguagem muito concreta, que é facilmente compreensível e acolhida pelas pessoas".

O Pe. Lombardi reconheceu que a relação da imprensa com o Bento XVI "foi mais difícil", mas apesar das dificuldades destacou que Bento sempre respondeu "com grande nobreza intelectual", que "nunca descartou nenhuma pergunta difícil" e com uma "enorme capacidade de expressar seu pensamento límpido, de uma maneira clara, ordenada e concisa, sem inseguranças", o convertia em "um professor da comunicação".

Falando um pouco mais sobre o Papa Francisco, o Pe. Federico Lombardi elogiou a "proximidade humana, direta, franca e valente", refletida nos "abraços e beijos que generosamente prodigaliza". Entretanto, recordou a "grande preocupação" que teve quando soube que o novo Pontífice falava apenas espanhol e italiano. "Seus predecessores eram grandes poliglotas", mas, logo se deu conta de que o Papa Francisco “não tinha intenção de multiplicar as saudações em diferentes idiomas nem nas reuniões internacionais, como a primeira audiência com os jornalistas depois de sua eleição".

“As multidões vêm a Roma mais que antes, e o interesse pela Papa é muito alto em todas as partes do mundo", assinalou o porta-voz vaticano.

Por isso destacou que o Papa Francisco tenha "um extraordinário carisma de comunicação que compensa vastamente o conhecimento limitado de idiomas", e revelou um "extraordinário interesse" pelas homilias do atual Papa na missa diária matutina na capela da casa Santa Marta que chegam a ser traduzidas a 40 idiomas.

TOLEDO, 29 Jan. 14 - ACI/EWTN Noticias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...