Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Na festa de Santa Inês foram apresentados dois cordeiros abençoados ao Papa Francisco

Nesta terça-feira foram apresentados ao Papa Francisco, na Casa Santa Marta, como já é tradicional, os dois cordeiros abençoados pela manhã com ocasião da memória litúrgica de Santa Inês.

A lã destes cordeiros é a que será utilizada para confeccionar os pálios que serão impostos pelo Santo Padre aos novos arcebispos metropolitanos no próximo dia 29 de junho, durante a solenidade dos Santos Pedro e Paulo.

As religiosas do convento romano de São Lourenço em Panisperna criam estes cordeiros que são depois oferecidos ao Papa pelos Cônegos Regulares de São João de Latrão na memória litúrgica de Santa Inês, martirizada em torno do ano 305 e representada na iconografia tradicional com um cordeiro.

O Pálio é uma insígnia litúrgica de honra e jurisdição usada pelo Pontífice e pelos arcebispos metropolitanos em suas Igrejas e nas Igrejas de sua província. Consiste em uma estreita faixa de lã branca de uns quatro dedos de largura, feita em forma de colar, decorada com seis cruzes de seda preta.

O Pálio representa o símbolo do Bom Pastor com o cordeiro sobre os ombros. O Santo Padre impõe esta faixa de lã branca aos novos arcebispos metropolitanos em sinal de sua especial comunhão com a Sé apostólica.


VATICANO, 21 Jan. 14 - ACI 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...