Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/10/2017

Queridos filhos,

Falo a vocês como MÃE, com palavras simples mas cheias de amor e de preocupação, que ME foram confiados por MEU FILHO. É ELE que, do ETERNO PRESENTE, fala a vocês com palavras de vida e semeia o amor nos corações abertos, Por esta razão os peço, apóstolos do MEU AMOR, tenham os corações abertos, sempre prontos à misericórdia e ao perdão.

Pelo MEU FILHO, perdoem sempre ao próximo porque assim vocês terão a paz. Filhos MEUS, preocupem-se com a alma de vocês porque é a única coisa que pertence a vocês realmente. Vocês se esqueceram da importância da família.

A família não deveria ser lugar de sofrimento e de dor mas local de compreensão e de ternura. As famílias que vivem segundo o MEU FILHO, vivem em amor recíproco.

Quando o MEU FILHO era ainda pequeno, ELE ME dizia que todos os homens são SEUS irmãos; por isso lembrem-se, apóstolos do MEU AMOR, que todos os homens que vocês encontrarem são família, irmãos pelo MEU FILHO.

Meus filhos, não gastem seu tempo pensando sobre o futuro, se preocupando. Que sua única preocupação seja viver bem cada momento de acordo com MEU FILHO. Lá está – paz para vocês!

Filhos MEUS, não esqueçam nunca de rezar pelos seus sacerdotes. Rezem para que possam aceitar todos os homens como seus próprios filhos e segundo o MEU FILHO, sejam pais espirituais. Obrigada.


OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Bispo e Gendarmaria do Vaticano evitam suicídio de mulher italiana

 A oportuna reação do Bispo de Grosseto (Itália), Dom Rodolfo Cetoloni, e a intervenção da Gendarmaria do Vaticano, salvaram a vida de uma mulher de 56 anos de idade que ameaçava suicidar-se.

Fontes da Diocese de Grosseto confirmaram que na quinta-feira passada, a mulher –cuja identidade se mantém em reserva– entrou em contato com Dom Cetoloni através do telefone, para confessar-lhe entre lágrimas suas intenções de tirar-se a vida.

Conforme informou o jornal italiano Il Tirreno em 18 de janeiro, a mulher viajava de Scarlino –um povoado de uns quatro mil habitantes da província de Grosseto, em Toscana–, com destino a Roma para suicidar-se no Vaticano.

Depois da ligação, Dom Cetoloni entrou imediatamente em contato com a Gendarmaria do Vaticano, que em colaboração com a Delegacia de Polícia de Grosseto, arquitetaram um plano de atuação para frear a potencial suicida.

A polícia rastreou os sinais que emitia o telefone celular da mulher e puderam achá-la e socorrê-la quando chegava a Roma.


ROMA, 22 Jan. 14 - ACI/EWTN Noticias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...