Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Um Olhar de Fé

É comum nesta época do ano ter um olhar retrospectivo sobre o que passou no ano anterior. Aliás, as empresas de comunicação costumam fazê-lo com muita propriedade. Em geral, os acontecimentos desse olhar costumam ser mais de catástrofes, guerras, problemas. Neste final de ano, porém, um evento que não poderá ser esquecido é a Jornada Mundial da Juventude. Claro que também temos a novidade da renúncia do Papa Bento XVI e a eleição do primeiro Papa latino-americano, o Papa Francisco, que fez sua primeira visita internacional aos jovens do mundo aqui no Rio de Janeiro.
Dentre tantas notícias preocupantes, tanto na retrospectiva como nas perspectivas, a Igreja Católica protagonizou boas notícias para o mundo. É claro que a melhor e maior boa notícia continuam sendo a razão por que tudo isso acontece: o Verbo se fez carne e habitou entre nós! Temos a proximidade do “Deus conosco que nos salva” e que é notícia entusiasmante e alegre em todos os tempos!
E justamente é esse o nosso anúncio: o que aconteceu na Igreja, no Rio de Janeiro, nos remete a pessoas que se encontraram no “hoje” de suas vidas com o Cristo Redentor e O anunciam com alegria a todas as criaturas.
Os jovens no Rio de Janeiro foram um anúncio pelo testemunho, alegria, jovialidade da vida em Cristo. Enfrentaram distâncias, dificuldades financeiras, chuva, frio, deslocamentos, filas para transportes e alimentação, mudanças de locais, provocações de grupos que queriam violência ou que contestavam a fé, dificuldades com a língua e tantas outras situações! E o que apareceu para o mundo foi o contágio do bem!”
Aqui na cidade maravilhosa as famílias demonstraram que é possível acolher outra pessoa “desconhecida” com a qual nem sempre se consegue comunicar devido ao idioma e, no entanto, fazer uma amizade que perdura e que fez acontecer despedidas afetuosas e chorosas. O testemunho do nosso povo é de alegria por ter acolhido. Esta cidade ficou famosa pelo “acolhimento” das pessoas. Superou, e muito, tudo aquilo que foi pedido.
A espontaneidade dos que desceram de seus prédios para acolher os jovens na madrugada de domingo marcou um modo de ser extraordinário. É o contagio do bem.
As diversas igrejas cristãs, as religiões e as culturas não se sentiram excluídas, pelo contrário, todos os de boa vontade experimentaram que é possível participar e conviver em paz!
Nem tudo foi perfeito e nem tudo correu como o planejado. Todo o planejamento para que ocorresse tudo bem foi feito, porém, as surpresas que tivemos, no entanto, olhadas com a visão de fé, nos fizeram descobrir que o Senhor foi conduzindo os acontecimentos! Saber acolher as surpresas de Deus! Aprendemos muito com isso.
Mesmo agora, com as últimas questões que ainda ficaram da JMJ, a disponibilidade, boa vontade, solidariedade e preocupações demonstraram que também nessa área as pessoas se revelam com a abertura de coração e com generosidade. Do mesmo modo, isso é uma oportunidade de crescer na fraternidade em tempos de individualismo e egoísmos!
A presença amiga e próxima do Papa Francisco entre nós ficará marcada não só pelos vídeos divulgados, mas, principalmente, pela emoção que sua presença causou, despertando tantos sentimentos e atitudes de paz e alegria.
Ao findar o ano de 2013, com toda a nossa querida Arquidiocese, elevo a Deus a nossa ação de graças e peço que os frutos abundantes da JMJ continuem a ser colhidos por muitos anos, e que essa experiência que fez crescer tantas pessoas continue conduzindo-nos a cumprir bem nossa missão nesta grande metrópole.
Quando nossos olhos se voltam para 2014, Ano da Caridade, de maneira especial pensada sobre a questão social, temos certeza de que a mesma união que nos fez vencer tantos obstáculos também nos ajudará a fazer a diferença no ano que inicia.
É um novo caderno que está em nossas mãos, com suas páginas a serem preenchidas: peço a Deus que nos inspire a preenchê-las sempre com a fé que nos faz testemunhar a alegria do evangelho de Cristo, que transforma vidas e contagia as pessoas para o bem.
Temos certeza de que assim como o Senhor nos concedeu a graça deste ano todo especial, Ele também estará presente em nossas vidas e nossas atividades a cada dia deste ano que iniciamos.

Feliz 2014 para todos nós!

† Orani João Tempesta, O. Cist.
Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ


Rio de Janeiro, 27/12/2013 - Rádio Vaticano 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...