Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Patriarca da Terra Santa: O Papa estará em maio na Jordânia, Israel e Palestina

A visita do Papa Francisco à Jordânia, Israel e Palestina em maio de 2014, o Sínodo Extraordinário da Família em Roma em outubro do mesmo ano e o conflito israelo-palestino são parte dos temas da agenda do Patriarca Latino de Jerusalém, Dom Fouad Twal, que divulgou em sua mensagem de Natal aos jornalistas.
O Patriarca expôs que o Pontífice "tem no seu coração a Terra Santa e o Médio Oriente. As suas declarações provaram-nos que a Santa Sé mantém a mesma linha no que se refere à nossa região" e ressaltou que o Pontífice divulgou em Roma no último dia 21 de novembro, diante de todos os patriarcas e arcebispos das Igrejas orientais católicas, a sua "grande preocupação" apelando a que "não nos resignemos a um Oriente sem cristãos".
Com respeito à situação política, Twal assinalou que "a situação no Médio Oriente é cada vez mais complexa e dramática. Os cenários do que se passou na Síria e no Iraque podem-se repetir noutros locais, como se pode ver no Egito e na Líbia. A instabilidade atinge todos, cristãos incluídos, que são tentados pela emigração".
Pediu que para evitar que o conflito se propague, "é preciso instaurar, imediatamente, na Síria, o cessar-fogo e impedir qualquer entrada de armas", ressaltando que "todos vós sois testemunhas diretas do sofrimento das vítimas e dos refugiados, sobretudo neste período de frio".
O Patriarca assinalou que a festa do Natal faz com que o olhar do mundo se vire para Belém. É no coração dos conflitos e da violência que devastam o nosso Médio Oriente que
surge a ternura do mistério do Natal.".
Em nome do Patriarcado Latino, fez extensivo também o seu agradecimento à Caritas Jordânia, pela sua solidariedade e compromisso com os pobres.
Ao referir-se ao ecumenismo e diálogo inter-religioso destacou o encontro celebrado na Páscoa no dia 5 de maio, entre os Católicos da Terra Santa e Ortodoxos. "A unificação da data da Páscoa não é fácil, mas é um primeiro passo para uma unidade completa o que exige esforços de parte a parte".
Condenou toda forma de fundamentalismo religioso que causou vandalismo afetando "cerca de vinte Lugares Santos ou locais de culto".
Em sua mensagem mencionou também a alegria "de ver partir 120 jovens da Terra Santa para estarem presentes na JMJ do Rio de Janeiro".
Em conclusão expressou que "elevo ao céu a minha oração em comunhão com os meus vigários, padre e fiéis da Terra Santa para que os cristãos, os judeus e muçulmanos juntos encontrem nas suas heranças espirituais espaços comuns em que possam trabalhar concertadamente para porem um termo à injustiça, à opressão, à ignorância e a todos os atos que destroem o dom de Deus em nós – a dignidade humana".
"Que o Menino Jesus, nesta época do Natal, conceda a paz a todos os povos da região. Boas
Festas", finalizou.


Para ler a mensagem na íntegra ingresse em: http://pt.lpj.org/wp-content/uploads/2013/12/Message-de-No%C3%ABl-2013-Pt-version-finale.pdf

ROMA, 23 Dez. 13 - ACI/EWTN Noticias 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...