Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Família, fonte de vida e de amor

Evangelho do dia 29/12/2013 (Mt 2,13-15.19-23)

Depois que os magos partiram, o Anjo do Senhor apareceu em sonho a José e lhe disse: “Levanta-te, pega o menino e sua mãe e foge para o Egito! Fica lá até que eu te avise! Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo”.
José levantou-se de noite, pegou o menino e sua mãe, e partiu para o Egito.
Ali ficou até a morte de Herodes, para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: “Do Egito chamei o meu Filho”.
Quando Herodes morreu, o anjo do Senhor apareceu em sonho a José, no Egito, e lhe disse: “Levanta-te, pega o menino e sua mãe, e volta para a terra de Israel; pois aqueles que procuravam matar o menino já estão mortos”.
José levantou-se, pegou o menino e sua mãe, e entrou na terra de Israel. Mas, quando soube que Arquelau reinava na Judeia, no lugar de seu pai Herodes, teve medo de ir para lá. Por isso, depois de receber um aviso em sonho, José retirou-se para a região da Galileia, e foi morar numa cidade chamada Nazaré. Isso aconteceu para se cumprir o que foi dito pelos profetas: “Ele será chamado Nazareno”.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

O menino nos foi dado e com Ele tantas graças derramadas. Vindo ao mundo pelo seio virginal da Santíssima Virgem Maria o menino Deus hoje chama-nos a celebrar a alegria da Família de Nazaré.
Como todo casal, José e Maria receberam o Filho de Deus como sinal de benção, de alegria; mas com Ele também vieram as grandes provas de fé e de amor que deram ao Pai eterno. Provas estas que mostraram a verdadeira vocação à santidade e o imenso desejo e decisão de realizar a vontade de Deus a qualquer preço. Os dois deram a vida para cumprir com a vontade de Deus e realizar na terra o que fosse do Seu agrado.
Hoje é um dia para celebrarmos não só a alegria da Família de Nazaré que acaba de receber O Prometido, mas também dia de celebrar a nossa família e com a nossa família.
A sociedade moderna está tentando de todas as maneiras arrancar de nossa consciência o verdadeiro sentido da família, a verdadeira constituição de família; como cristãos nosso dever é se apegar sempre mais ao exemplo da Família de Nazaré para resistir a tudo isso.
Muitas vezes os argumentos tornam-se convincentes pela insistência, dizem que é muito difícil ter filhos, educar, os gastos são demais com escola, roupas… Então basta usar o outro como mero objeto de prazer, pois o que importa ao casal é ser feliz…
Porém o plano de Deus é completamente diferente. O Pai ao chamar José e Maria para serem pais de Jesus, concede ao jovem casal a alegria da paternidade e maternidade, e com este grande dom também recebem as responsabilidades e desafios próprios. O problema está em que não queremos mais dificuldades em nosso caminho, queremos apenas as alegrias e vitórias deste dom divino de ser pai e mãe, mas não queremos as lutas.
Se Maria é o exemplo da fiel escrava de Deus, da doce e terna Mãe, José é o exemplo do homem fiel, forte, corajoso e temente a Deus. Buscando um coração cada vez mais conforme o querer da Trindade o jovem casal se fortalece para superar cada crise e dificuldade por terem dito sim ao querer divino.
Esse é o exemplo Família que devemos buscar para nós e para os nossos, onde aceitando o dom da vida, aceitando a vontade de Deus, respeita o outro como pessoa, como alguém que a mim foi confiado para ser cuidado e protegido.
Essa é a vida da Família de Nazaré, uma constante luta para defender a Vida que a eles foi confiada. Não só a vida do Menino, mas também a vida de cada um, tanto de Maria como de José. Não mediram esforços para sair de uma terra para outra, sem levar nada do que tinham, foram confiantes na Providência. José não tinha emprego garantido, não tinha casa garantida para cuidar de sua família… Para nós é uma loucura… Mas para Eles era plena confiança e certeza na vontade de Deus, pois Ele é quem cuida.
O anjo dá a ordem desta guarda e proteção a José, o esposo casto e fiel. Pois este é seu papel, cuidar e proteger a dádiva da vida de sua Esposa e de seu Filho. Não custava pouco para ele, mas era com a confiança plena em Deus que Ele conseguia cumprir seu papel. Recebendo sempre o amor e cuidado da Virgem Maria, o carinho e afeto de Jesus.

Que o testemunho da família de Nazaré fale mais alto e devolva para nós a coragem, a ousadia e o desejo de sermos fiéis protetores daqueles que o Senhor concedeu para conosco ser família neste mundo. Assim abrasados deste verdadeiro amor e sentido familiar possamos também incendiar o coração de todos os que estão a nossa volta e de toda a sociedade.

Elaine Mariano Pacheco – Oblata Corpus Christi
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...