Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Evangelização em palavras e atos

Eles serão agricultores e catequistas; escolhem uma vida modesta por amor ao Evangelho. Assumem tarefas para as quais os padres não são estritamente necessários. Eles são “o coração das comunidades”.


É assim que o Padre Cyrille Sam, diretor do Centro Catequético de Donse, chama os jovens que, após quatro anos de formação, exercem o serviço pastoral e, ao mesmo tempo, vivem como agricultores. Ele diz que o trabalho deles é uma “ajuda inestimável” para a vida da comunidade. Os catequistas são assistentes e representantes dos sacerdotes. Eles fazem a celebração da Palavra quando os padres estão impedidos, fazem a catequese, visitam doentes, dirigem grupos de oração e preparam as pessoas para a recepção dos sacramentos. É a evangelização em palavras e atos, no meio do povo.
Foi em 1925 que os Padres Brancos fundaram o Centro de Formação em Donse, perto de Uagadugu, a capital de Burkina Fasso. Até hoje, pessoas solteiras e também casais, entre 18 e 35 anos, são formados para o ministério pastoral. Seu currículo inclui Estudos Bíblicos, Liturgia, Pastoral, História da Igreja, Antropologia, Sacramentos, Mariologia, Cristologia, Doutrina Social e Filosofia. Ao mesmo tempo, durante dois dias por semana, eles aprendem agricultura e pecuária, carpintaria, jardinagem e mecânica. Para as suas tarefas futuras eles necessitam de tudo isso para poderem atender a todos em qualquer situação.
Durante a formação, eles não recebem dinheiro. Mas, para não começarem vivendo na indigência ou na dependência financeira, e também para serem logo aceitos pelas suas comunidades, eles recebem uma espécie de dote para o caminho pastoral: um grande carrinho de mão para transportar o fertilizante, uma bicicleta para as visitas pastorais de povoado em povoado, um arado e um burro para o trabalho no campo. Dessa forma, os agricultores catequistas e suas famílias se tornam orientadores espirituais que promovem também o desenvolvimento local. No entanto, nos últimos anos de crise os preços para adquirir esses produtos aumentaram enormemente. O arcebispo de Uagadugu vê ameaçada a formação modelo que o Centro oferece, e pede a nossa ajuda.
Os 21 alunos do atual quarto ano de formação não devem deixar de receber o carrinho de mão, a bicicleta, o arado e o burrinho. Disso depende a sua eficácia. As sementes da Boa Nova precisam florescer em Burkina Fasso. A palavra por si só não é suficiente. Ela também precisa, bem concretamente, do arado que prepara o terreno ou da bicicleta para levar a mensagem às pessoas de boa vontade.

A Ajuda à Igreja que Sofre está contribuindo para que este projeto continue gerando amor, manifestado na vida destes jovens.

Segunda, 16/12/2013 - AIS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...