Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Com plebiscito a Croácia protege o matrimônio entre homem e mulher

Os croatas aprovaram neste domingo em plebiscito com 66 por cento de aprovação, incluir em sua Constituição a definição de matrimônio como união de um homem e uma mulher, embora vários partidos do país tenham se expressado contra a iniciativa.
Os dados oficiais preliminares difundidos na noite do domingo confirmam a clara vitória do grupo católico ‘Em Nome da Família’, promotor da proposta. A participação foi de 37 por cento.
‘Em Nome da Família’ reuniu mais de 740.000 assinaturas para promover esta iniciativa popular de reforma da Constituição e obrigou assim o Parlamento a aprovar a convocação do plebiscito apesar dos partidos de centro-esquerda que respaldam o Governo se mostrarem contrários à proposta.
Entretanto, o resultado da consulta não é nenhuma surpresa tendo em conta a incorporação do catolicismo mais conservador como elemento da identidade nacional croata. 90 por cento dos 4,4 milhões de croatas se declaram católicos.
Com esta reforma, o matrimônio não poderá ser legislado por lei, mas deverá haver uma maioria parlamentar de dois terços da câmara para modificar a Constituição.
"Estou contente porque, a partir de agora, nenhum governo poderá legalizar o matrimônio homossexual", explicou a líder de ‘Em Nome da Família’, Zeljka Markic.
Uma bailarina, Sanja Grgic, argumentou que não está "contra os gays", "mas votei a favor porque penso que os filhos deveriam crescer em uma família que tenha uma mãe e uma família".
Com a reforma, Croácia se assimila a países como Bielorrússia, Polônia, Moldávia, Bulgária, Montenegro e Servia, onde também tem nível constitucional a definição do matrimônio como união de homem e mulher.

ZAGREB, 03 Dez. 13 - ACI/Europa Press
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...