Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Beata Elena Guerra, intercessora da Renovação Carismática Católica do Brasil, também poderia ser canonizada em 2014

Em um anúncio feito pouco depois da possível canonização do Beato José de Anchieta em 2014, o portal A12, do Santuário Nacional de Aparecida, afirma que  o vice-postulador do processo de canonização da beata Elena Guerra, padre Eduardo Braga e Silva, viajou a Roma esta semana para entregar os documentos que permitirão a abertura da segunda fase de investigação do milagre atribuído à Apóstola do Espirito Santo que poderia elevá-la aos altares como santa ainda em 2014, ano do centenário de sua morte.

Segundo o portal A12, após coleta dos documentos na diocese de Uberlândia, em Minas Gerais, concluída em novembro, terá início a ‘fase romana’ junto à Congregação para a Causa dos Santos. Nesta fase, um grupo de teólogos, médicos e outros consultores analisam os documentos e, se houver reconhecimento do milagre, encaminham aos cardeais e depois ao Papa, que poderá decretar o culto público eclesiástico a Elena Guerra.

O processo de canonização teve início em março na diocese de Uberlândia, porque é onde teria ocorrido o milagre atribuído à beata. Em 2010, um homem que havia sido diagnosticado com morte cerebral saiu desse quadro sem explicação médica.

Padre Eduardo, em entrevista ao site Elo da Fé, falou sobre a expectativa de que Papa Francisco decrete a santificação. “Nesse momento de renovação que vivemos com Papa Francisco, temos sentido a presença muito forte do Espírito Santo. Essa canonização será uma graça muito grande para o mundo. Agradecemos e pedimos que o Espírito Santo continue abençoando a Igreja e seus pastores e o povo de Deus, para que este novo Pentecostes aconteça aqui!”, refletiu.

Em maio de 2012, um relicário dourado passou a fazer parte do Escritório Nacional da Renovação Carismática Católica do Brasil. Ali exposto está um pequeno osso da Beata Elena Guerra, apóstola do Espírito Santo.

Há aproximadamente trës anos, a RCC do Brasil vem trabalhando na divulgação da devoção à Beata Elena Guerra. Para o diretor executivo do Escritório Nacional, Márcio Zolin, “a importância de termos a relíquia em nosso Escritório é para que os funcionários conheçam a devoção e a história da Beata”.

O assistente espiritual do Conselho Nacional da RCCBRASIL, Pe. José Giribone, explica que a relíquia recorda a pessoa que viveu na virtude cristã durante toda sua vida. "É uma forma de nos aproximarmos daqueles que foram heróis na fé. Quando uma pessoa é beatificada ou canonizada pode ser recordada a partir de suas relíquias", diz.

Breve História da Beata

Elena Guerra nasceu em Lucca, na Itália, em 1835, e ficou conhecida como Apóstola da Efusão do Espírito. Ela mantinha contato através de cartas com o Papa Leão XIII, nas quais clamava ao Santo Padre que ele retomasse na Igreja a devoção ao Espírito Santo. Por seu grande amor e devoção ao Espírito Santo, tornou-se intercessora da Renovação Carismática Católica do Brasil. Ela foi beatificada pelo papa João XXIII, em 26 de abril de 1959.


APARECIDA, 21 Dez. 13 - ACI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...