Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Sobre a exortação Evangelii Gaudium do Papa Francisco

A primeira exortação apostólica do Papa Francisco pode "ser o documento de um Pontífice mais lido dos últimos 30 anos, porque é muito fácil de entender e porque diz as coisas diretamente".
Neste documento, o Papa Francisco "não somente elabora os princípios, mas também tira as consequências práticas cotidianas".
A linguagem utilizada pelo Santo Padre na Evangelii Gaudium é "muito mais coloquial, muito mais fácil de entender", apesar de ser um documento extenso.
O que o Papa está pedindo em sua exortação apostólica, é "uma mudança de conceito que os católicos têm que ter", pois "o fato de anunciar Jesus Cristo não tem que ser visto como uma obrigação, uma responsabilidade, uma carga, mas como consequência de estar alegre. Porque quando a gente está alegre, nota-se".
"Com esta linguagem coloquial, de alguma forma revolucionária, o Papa, está dizendo a mesma coisa que disseram os Pontífices anteriores, mas com uma linguagem muito mais fácil de entender".

Quarta, 27/11/2013 - Em nota
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...