Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/10/2017

Queridos filhos,

Falo a vocês como MÃE, com palavras simples mas cheias de amor e de preocupação, que ME foram confiados por MEU FILHO. É ELE que, do ETERNO PRESENTE, fala a vocês com palavras de vida e semeia o amor nos corações abertos, Por esta razão os peço, apóstolos do MEU AMOR, tenham os corações abertos, sempre prontos à misericórdia e ao perdão.

Pelo MEU FILHO, perdoem sempre ao próximo porque assim vocês terão a paz. Filhos MEUS, preocupem-se com a alma de vocês porque é a única coisa que pertence a vocês realmente. Vocês se esqueceram da importância da família.

A família não deveria ser lugar de sofrimento e de dor mas local de compreensão e de ternura. As famílias que vivem segundo o MEU FILHO, vivem em amor recíproco.

Quando o MEU FILHO era ainda pequeno, ELE ME dizia que todos os homens são SEUS irmãos; por isso lembrem-se, apóstolos do MEU AMOR, que todos os homens que vocês encontrarem são família, irmãos pelo MEU FILHO.

Meus filhos, não gastem seu tempo pensando sobre o futuro, se preocupando. Que sua única preocupação seja viver bem cada momento de acordo com MEU FILHO. Lá está – paz para vocês!

Filhos MEUS, não esqueçam nunca de rezar pelos seus sacerdotes. Rezem para que possam aceitar todos os homens como seus próprios filhos e segundo o MEU FILHO, sejam pais espirituais. Obrigada.


OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Santa Sé na Conferência Geral da Unesco: "Dar mais espaço aos jovens por uma nova cultura de paz e desenvolvimento"

A Santa Sé participa da 37ª sessão da Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em andamento até o próximo dia 20, na sede da instituição, em Paris, na França. A delegação da Santa Sé é composta por membros de vários Dicastérios do Vaticano.

Este sábado, dia 9, o líder da delegação, Mons. Francesco Follo, no âmbito do debate sobre política geral, proferiu seu discurso destacando a importância de educar para a partilha, valorizar a contribuição dos jovens e promover o diálogo intercultural.

"Educar para a partilha significa se enriquecer e facilitar o desenvolvimento sustentável" - frisou o observador permanente da Santa Sé, lembrando a este respeito o que foi dito pelo Papa Francisco em agosto passado: "É somente quando somos capazes de partilhar que nos enriquecemos realmente."

"Transmissão e partilha são os objetivos principais no campo da educação a fim de formar os cidadãos do mundo de amanhã", acrescentou Mons. Follo. Ele se deteve sobre a necessidade de dar mais espaço aos jovens, ouvi-los e torná-los capazes de fazer frutificar a herança das gerações de hoje "numa nova cultura de paz e verdadeiro desenvolvimento".

"E se os jovens são a esperança do amanhã, não podemos esquecer, na construção do futuro, quanto os idosos transmitem com a sua experiência e sabedoria", frisou Mons. Follo.

O observador permanente da Santa Sé sublinhou que é importante dar atenção ao diálogo intercultural e reconciliação das culturas, com o objetivo de eliminar a pobreza, favorecer o desenvolvimento sustentável e edificar a paz.

Por fim, Mons. Follo chamou a atenção para a função pública que o Cristianismo pode ter na promoção do ser humano e para o bem comum da humanidade, no pleno respeito e promoção da liberdade religiosa e civil de cada pessoa.


Cidade do Vaticano, 10/11/2013 - Rádio Vaticano
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...