Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Reitor do Santuário de Fátima recorda os principais momentos da peregrinação da Imagem a Roma

No editorial de novembro do jornal "Voz da Fátima", publicação oficial deste Santuário Mariano, o Reitor da instituição, Pe. Carlos Cabecinhas , recorda os principais momentos que marcaram os dias 12 e 13 de outubro, ocasiões que evidenciam "o lugar único de Fátima, o lugar especial que ocupa no coração do Papa e a atualidade da mensagem".
"Foram dias de duas grandes peregrinações: ao Santuário de Fátima, com grande afluência de peregrinos, e a Roma, para a Jornada Mariana do Ano da Fé. Em ambas, o elemento comum foi a enorme devoção a Nossa Senhora de Fátima", escreveu o padre Cabecinhas.
A respeito da deslocação da Imagem de Nossa Senhora de Fátima ao Vaticano, o Reitor, que liderou a delegação que foi acolhida pelo Papa Francisco e pelo Bispo Emérito de Roma, Bento XVI, como os mais "belos" momentos daqueles dias. "O Papa Francisco na Praça de S. Pedro, acolhendo a imagem venerada na Capelinha das Aparições, presidindo a oração mariana da tarde do dia 12 e fazendo a consagração do mundo a Nossa Senhora no dia seguinte; o Papa emérito Bento XVI, acolhendo carinhosamente a imagem no dia 12 e presidindo a um momento de oração diante da mesma imagem na capela do mosteiro em que se encontra recolhido", recordou o Padre Reitor.
Tanto o Papa Francisco como Bento XVI, compartilham "a mesma confiança filial na intercessão" e "a mesma prece pela Igreja e pelo mundo evidenciados com o "carinho" com que os peregrinos saudavam a Imagem nos vários lugares por onde passou e onde os Pontífices puderam rezar diante dela.
"A imagem entrou processionalmente na Praça de S. Pedro, quer num quer no outro dia, e a reação emocionada da multidão de fiéis à sua passagem foi reveladora da profunda devoção e amor a Nossa Senhora de Fátima. Era também a confiança de filhos que entregam as suas alegrias e tristezas, preocupações e angústias nas mãos da Mãe da Igreja", concluiu o sacerdote.

FATIMA, 19 Nov. 13 - ACI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...