Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O ator Lima Duarte declama Pe. Antonio Vieira em Portugal

Na última segunda-feira, 25, o ator Lima Duarte declamou em Coimbra, Portugal, trechos de sermões do jesuíta Antônio Vieira, no âmbito da celebração dos 350 anos do sermão de Santa Catarina.

Ao aceitar o convite do cineasta português Manoel de Oliveira para desempenhar o papel Padre Antônio Vieira no filme “Palavra e Utopia”, ele começou a estudar os escritos do jesuíta e ficou “apaixonado”. Hoje, considera que o padre foi “sem dúvida nenhuma” um príncipe das letras e um mestre da oratória.

“Quem se aproxima da palavra do Padre Antônio Vieira, jesuíta que viveu no século XVII (1608-1697), fica tocado com a escrita “tão maravilhosa, rica e candente”, disse Lima Duarte à Agência Ecclesia.

Apesar da sua experiência na arte de representar – Lima Duarte tem 83 anos – confessou à Agência Ecclesia que antes de declamar o sermão, na Capela de São Miguel, na Universidade de Coimbra, estava “nervoso e tenso” porque “ninguém enfrenta um texto como este do Padre Antônio Vieira de forma incólume e tranquila”.

A leitura dos sermões estava incluída num programa mais vasto de homenagens ao padre jesuíta e na apresentação, em Coinbra, das obras completas do Padre Antônio Vieira.


Coimbra, 28/11/2013 - Rádio Vaticano 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...