Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O ator Lima Duarte declama Pe. Antonio Vieira em Portugal

Na última segunda-feira, 25, o ator Lima Duarte declamou em Coimbra, Portugal, trechos de sermões do jesuíta Antônio Vieira, no âmbito da celebração dos 350 anos do sermão de Santa Catarina.

Ao aceitar o convite do cineasta português Manoel de Oliveira para desempenhar o papel Padre Antônio Vieira no filme “Palavra e Utopia”, ele começou a estudar os escritos do jesuíta e ficou “apaixonado”. Hoje, considera que o padre foi “sem dúvida nenhuma” um príncipe das letras e um mestre da oratória.

“Quem se aproxima da palavra do Padre Antônio Vieira, jesuíta que viveu no século XVII (1608-1697), fica tocado com a escrita “tão maravilhosa, rica e candente”, disse Lima Duarte à Agência Ecclesia.

Apesar da sua experiência na arte de representar – Lima Duarte tem 83 anos – confessou à Agência Ecclesia que antes de declamar o sermão, na Capela de São Miguel, na Universidade de Coimbra, estava “nervoso e tenso” porque “ninguém enfrenta um texto como este do Padre Antônio Vieira de forma incólume e tranquila”.

A leitura dos sermões estava incluída num programa mais vasto de homenagens ao padre jesuíta e na apresentação, em Coinbra, das obras completas do Padre Antônio Vieira.


Coimbra, 28/11/2013 - Rádio Vaticano 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...