Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/07/2017

“Queridos filhos, os agradeço porque responderam ao Meu chamado e porque se reuniram em torno de Mim, em torno da Sua Mãe Celestial. Eu sei que pensam em Mim com amor e esperança. Eu sinto o amor de cada um de vocês, como também a sede do Meu Amadíssimo Filho, que por meio do Seu Amor Misericordioso, sempre e novamente Me envia até vocês. Ele que era homem e Deus Uno e Trino. Ele que por causa de vocês sofreu com o corpo e com a alma. Ele que se fez pão para dar pão às suas almas, para poder salvá-las.

Meus filhos, os ensino como serem dignos do Seu Amor, para poderem dirigir os seus pensamentos a Ele, para poderem viver o Meu Filho. Apóstolos do Meu Amor, os envolvo com o Meu Manto porque como Mãe desejo salvá-los.

Os peço: rezem pelo mundo inteiro. O Meu Coração sofre. Os pecados se multiplicam, são muitos. Mas com a ajuda de vocês, vocês que são humildes, cheios de amor, escondidos e santos, o Meu Coração triunfará. Amem o Meu Filho acima de tudo, e o mundo inteiro por meio Dele.

Não esqueçam nunca que cada irmão seu leva em si algo de precioso: a alma. Por isso, Meus filhos, amem a todos aqueles que não conhecem o Meu Filho, para que por meio da oração e do amor que vem da oração, eles possam tornarem-se melhores, a fim de que a bondade neles possa vencer, para poder salvarem as almas e terem a Vida Eterna.

Meus Apóstolos, Meus filhos, o Meu Filho pediu que amassem uns aos outros; que isto esteja escrito em seus corações e com a oração comecem a viver este amor.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Igreja solidária dos pescadores: Mensagem para o Dia Mundial da Pesca (21 de novembro)

Celebra-se nesta quinta-feira, 21 de novembro, o Dia Mundial da Pesca, que tem como objectivo recordar a situação de precariedade em que vivem muitíssimas comunidades de pescadores, que se dedicam a um dos trabalhos mais perigosos do mundo. Deseja-se também sublinhar a importância de preservar os recursos que o mar oferece. Nesta ocasião, o Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes preparou uma Mensagem, que recorda as palavras que Bento XVI dirigiu, em novembro do ano passado, aos participantes no Congresso que teve lugar no Vaticano: “A vós, pescadores, que procurais condições de trabalho dignas e seguras, salvaguardando o valor da família, a tutela do ambiente e a defesa da dignidade de cada pessoa, quereria assegurar a proximidade da Igreja”. 
“O Apostolado do Mar – afirma a Mensagem – quer mais uma vez ser voz dos que não têm voz e denunciar os problemas e as difíceis situações de trabalho e de vida dos pescadores e das suas famílias”. “Renovamos o nosso apelo a todos os governos interessados para que ratifiquem sem mais tardar a Convenção sobre o Trabalho na Pesca, de 2007, a fim de que se garanta aos trabalhadores no mundo das pescas segurança no trabalho, assistência médica contínua, suficientes horas de repouso, um contrato de trabalho e a mesma protecção social de que beneficiam os trabalhadores em terra”.
Recorde-se que mais da metade das pessoas atingidas nas Filipinas pelo .tufão Haiyan são pescadores, que perderam tudo: para além de familiares, as casas e os próprios instrumentos de trabalho. Quem quiser contribuir para o Fundo Especial a favor da gente do mar nas Filipinas encontrará as indicações necessárias no site do Conselho Pontifício . Este Fundo será utilizado para projectos a longo prazo, como reconstrução de alojamento, aquisição de barcos, motores e redes de pesca, e instituição de bolsas de estudo para os órfãos.


Quarta, 20/11/2013 - Radio Vaticano 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...