Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/10/2017

Queridos filhos,

Falo a vocês como MÃE, com palavras simples mas cheias de amor e de preocupação, que ME foram confiados por MEU FILHO. É ELE que, do ETERNO PRESENTE, fala a vocês com palavras de vida e semeia o amor nos corações abertos, Por esta razão os peço, apóstolos do MEU AMOR, tenham os corações abertos, sempre prontos à misericórdia e ao perdão.

Pelo MEU FILHO, perdoem sempre ao próximo porque assim vocês terão a paz. Filhos MEUS, preocupem-se com a alma de vocês porque é a única coisa que pertence a vocês realmente. Vocês se esqueceram da importância da família.

A família não deveria ser lugar de sofrimento e de dor mas local de compreensão e de ternura. As famílias que vivem segundo o MEU FILHO, vivem em amor recíproco.

Quando o MEU FILHO era ainda pequeno, ELE ME dizia que todos os homens são SEUS irmãos; por isso lembrem-se, apóstolos do MEU AMOR, que todos os homens que vocês encontrarem são família, irmãos pelo MEU FILHO.

Meus filhos, não gastem seu tempo pensando sobre o futuro, se preocupando. Que sua única preocupação seja viver bem cada momento de acordo com MEU FILHO. Lá está – paz para vocês!

Filhos MEUS, não esqueçam nunca de rezar pelos seus sacerdotes. Rezem para que possam aceitar todos os homens como seus próprios filhos e segundo o MEU FILHO, sejam pais espirituais. Obrigada.


OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Como aceitar um rei sem castelos, sem posses, sem dinheiro?

Evangelho do dia 24/11/2013 (Lc 23,35-43)

Naquele tempo, os chefes zombavam de Jesus dizendo: “A outros ele salvou. Salve-se a si mesmo, se, de fato, é o Cristo de Deus, o Escolhido!”
Os soldados também caçoavam dele; aproximavam-se, ofereciam-lhe vinagre, e diziam: “Se és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo!”
Acima dele havia um letreiro: “Este é o Rei dos Judeus”.
Um dos malfeitores crucificados o insultava, dizendo: “Tu não és o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós!”
Mas o outro o repreendeu, dizendo: “Nem sequer temes a Deus, tu que sofres a mesma condenação? Para nós, é justo, porque estamos recebendo o que merecemos; mas ele não fez nada de mal”. E acrescentou: “Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reinado”.
Jesus lhe respondeu: “Em verdade eu te digo: ainda hoje estarás comigo no Paraíso”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Comentário do Evangelho

Um rei é aquele que tem poder de autoridade, poder de decisão, de mando… Mas Jesus em Suas viagens, em Sua convivência nunca exerceu esse reinado; porém ao que diz respeito às coisas do alto Ele sempre exerceu uma autoridade sem igual.
Todas as vezes que Ele mandava, os demônios obedeciam, sempre que impunha às mãos as pessoas ficavam curadas. Ninguém tinha uma sabedoria tão profunda para pregar na sinagoga. Assim Ele vai revelando verdadeiramente que Seu reino não é deste mundo.
“Pilatos entrou no pretório, chamou Jesus e perguntou-lhe: És tu o rei dos judeus?… Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus súditos certamente teriam pelejado para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu reino não é deste mundo.” João18, 35b.
Vemos no Evangelho de hoje o quão difícil para os chefes da sinagoga, para os soldados e mesmo para o malfeitor aceitar esse Rei. Eles querem alguém que os liberte da opressão, do sofrimento, um Rei que faça milagres abundantes e não cobre nada por isso… Esse comportamento é muito semelhante ao nosso. Queremos alguém que colabore com nossa vida, mas que não peça nada em troca, que nunca cobre nada, que não exija mudança…
Como aceitar um rei sem castelos, sem posses, sem dinheiro?
Jesus é Rei que mostra o verdadeiro sentido da vida, Ele é Rei soberano que conquista para nós a salvação e a vida eterna junto do Pai e do Espírito, onde todos os anjos O adoram, O Servem, O Amam e glorificam. Ele não quer apenas nos libertar nesta vida, Ele deseja alcançar para nós a Verdadeira liberdade que está em Deus.
Em sua entrega na cruz, Jesus realiza Seu reinado de forma magnífica.
Na extrema pobreza, humildade e indigência Ele é reconhecido por aquele malfeitor: “Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no Teu reinado.”
Assim também nós somos chamados a contemplar nosso Rei e Senhor. Em Sua profunda dor de cruz, em Sua perfeita humildade e obediência nos revela que em Seu reino existe um lugar reservado para nós que O aceitamos: “Em verdade eu te digo: ainda hoje estarás comigo no Paraíso.”

Por esse motivo nós não podemos entregar nossa vida, nossa felicidade, nossa liberdade nas mãos de qualquer pessoa, isso tudo só pertence ao Senhor, que é Rei de todo o universo e de todas as criaturas. “A Igreja crê que a chave, o centro e o fim de toda a história humana se encontram em Seu Senhor e Mestre.”

Elaine Mariano Pacheco – Oblata Corpus Christi
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...