Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Autoridade vaticana denuncia que homens adultos de hoje faltam com seu compromisso de pais de família

Dom Vincenzo Paglia, Presidente do Pontifício Conselho para a Família, advertiu que os homens adultos de hoje estão faltando com o seu compromisso de pais.
Nos dias 15 e 16 de novembro, seu dicastério celebrou no Vaticano um evento sobre a crise da Aliança entre Gerações, dedicado ao tema 'recebi, transmiti'.
Durante as reuniões, Dom Paglia explicou aos participantes que é necessário empreender novos caminhos para educar as famílias, em especial a figura do "pai" para não falhar no seu papel como progenitor.
"Os adultos estão faltando o seu compromisso com a responsabilidade de transmissão, da vida, do humano e da fé. Mas esta ruptura entre a aliança entre as gerações está relacionada com a ruptura da aliança com Deus", explicou Dom Paglia.
"O desconforto dos jovens de hoje não está causado por uma excessiva presença do pai, da autoridade dos pais, como acontecia alguns anos atrás, mas, pelo contrário, pela ausência, em particular a evaporação ou o ocaso do pai", acrescentou.
Durante o evento intervieram diferentes membros do dicastério vaticano, como, por exemplo, o psicanalista Massimo Recalcati, que considerou que na sociedade contemporânea, as relações entre pais e filhos vê a concepção da herança "não apenas como transmissão dos bens ou dos genes, mas como ordem dos testemunhos de vida".
"O pai não é já um educador, mas aquele que protege a vida, que cuida do filho. Neste sentido, na ausência do pai parecem estar as bases para seu retorno", adicionou.
Por sua parte, a historiadora Margarida Pelaja lamentou que esteja acontecendo uma "mudança dos róis paternais e a família se transformou".

ROMA, 26 Nov. 13 - ACI/EWTN Noticias 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...