Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Autoridade vaticana denuncia que homens adultos de hoje faltam com seu compromisso de pais de família

Dom Vincenzo Paglia, Presidente do Pontifício Conselho para a Família, advertiu que os homens adultos de hoje estão faltando com o seu compromisso de pais.
Nos dias 15 e 16 de novembro, seu dicastério celebrou no Vaticano um evento sobre a crise da Aliança entre Gerações, dedicado ao tema 'recebi, transmiti'.
Durante as reuniões, Dom Paglia explicou aos participantes que é necessário empreender novos caminhos para educar as famílias, em especial a figura do "pai" para não falhar no seu papel como progenitor.
"Os adultos estão faltando o seu compromisso com a responsabilidade de transmissão, da vida, do humano e da fé. Mas esta ruptura entre a aliança entre as gerações está relacionada com a ruptura da aliança com Deus", explicou Dom Paglia.
"O desconforto dos jovens de hoje não está causado por uma excessiva presença do pai, da autoridade dos pais, como acontecia alguns anos atrás, mas, pelo contrário, pela ausência, em particular a evaporação ou o ocaso do pai", acrescentou.
Durante o evento intervieram diferentes membros do dicastério vaticano, como, por exemplo, o psicanalista Massimo Recalcati, que considerou que na sociedade contemporânea, as relações entre pais e filhos vê a concepção da herança "não apenas como transmissão dos bens ou dos genes, mas como ordem dos testemunhos de vida".
"O pai não é já um educador, mas aquele que protege a vida, que cuida do filho. Neste sentido, na ausência do pai parecem estar as bases para seu retorno", adicionou.
Por sua parte, a historiadora Margarida Pelaja lamentou que esteja acontecendo uma "mudança dos róis paternais e a família se transformou".

ROMA, 26 Nov. 13 - ACI/EWTN Noticias 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...