Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/12/2017

“Queridos filhos, Me dirijo a vocês como sua Mãe, a Mãe dos justos, a Mãe daqueles que amam e sofrem, a Mãe dos santos.

Filhos Meus, também vocês podem ser santos: depende de vocês. Santos são aqueles que amam imensamente o Pai Celestial, aqueles que O amam acima de tudo.

Por isso, filhos Meus, procurem ser sempre melhores. Se procuraram ser bons, podem ser santos, também se não pensam isto de vocês. Se vocês pensam ser bons, não são humildes e a soberba os distancia da santidade.

Neste mundo inquieto, cheio de ameaças, as suas mãos, apóstolos do Meu amor, devem estar estendidas em oração e em misericórdia. Para mim, filhos Meus, presenteiem o Rosário, as rosas que tanto amo!

As Minhas rosas são as suas orações feitas com o coração e não somente recitadas com os lábios. As minhas rosas são as suas obras de oração, de fé e de amor.

Quando era pequeno, Meu Filho me dizia que os Meus filhos seriam numerosos e que me trariam muitas rosas.

Eu não compreendia, agora sei que vocês são aqueles filhos, que trazem rosas quando amam o Meu Filho acima de tudo, quando rezam com o coração, que ajudam os mais pobres. Estas são as Minhas rosas!

Esta é a fé, que faz que tudo na vida se faça por amor; que não conhece a soberba; que perdoa sempre prontamente, sem nunca julgar e procurando sempre compreender o próprio irmão.

Por isso, apóstolos do Meu amor, rezem por aqueles que não sabem amar, por aqueles que não os amam, por aqueles que os fizeram mal, por aqueles que não conheceram o Amor de Meu Filho. Filhos Meus, os peço isto para que lembrem que rezar significa amar e perdoar. Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Vaticano responde às necessidades dos católicos nas redes sociais

O Secretário do Pontifício Conselho das Comunicações Sociais, Dom Paul Tighe, participou do evento International Communication Summit Roma 2013, onde explicou que a Igreja aproveita as Social Media para levar todos os dias a mensagem de Deus a mais pessoas no mundo.
Para Dom Tighe o mundo não vive uma mudança tecnológica, mas sim uma mudança na cultura da comunicação.
O perito enfatizou que é necessário convidar todas as pessoas a aproximar-se de Deus através destes novos canais de comunicação e, ademais, compartilhou a sua experiência na administração de uma comunidade online de seguidores.
Dom Tighe explicou que a comunidade online "não é necessário administrá-la, mas sim apoiá-la com recursos".
"Os católicos presentes nos Social Media necessitam de recursos em sua língua própria, motivo pelo qual, desde o Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, continuaremos trabalhando para experimentar com estas novas ferramentas, e o social media pode ser um grande canal para consegui-lo.", indicou Dom Tighe.
Suas declarações coincidiram com o anúncio de que as contas oficiais do Papa no Twitter já superaram os 10 milhões de followers e o lançamento oficial da conta no Instagram do Vaticano (Instagram.news.va) que já conta com mais de 15.000 followers.
Dom Tighe recordou as palavras do Papa Francisco sobre estes novos canais de comunicação: "Os cristãos têm que estar nos Social Media, participando das conversações, sem medo, e interatuando com todas as pessoas".
Neste contexto, o funcionário aconselhou saber escutar e guardar silêncio, porque "o silêncio nos permite escutar e refletir". Do mesmo modo, pediu ajudar a todos os cristãos para continuar com a "evangelização digital".
Sobre os trolls e ataques anônimos, Dom Tighe dirigiu um conselho a todos os presentes. "É necessário ser iguais na vida real e na vida digital, com humildade e transparência", indicou.
Neste encontro, onde se refletiu sobre a relação entre as instituições e o cidadão, também participaram Harper Reed, estrategista da campanha online do presidente dos Estados Unidos Barack Obama, e a autora a Chinesa Jung Chang.

Roma, 29 Out. 13 - ACI/EWTN Noticias 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...