Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Um summit com o Papa para a Síria e o Médio Oriente

Terá lugar a 21 de Novembro no Vaticano um «summit» para a Síria, o Iraque e o Médio Oriente na presença do Papa Francisco, dos patriarcas e dos arcebispos-mores das Igrejas orientais. A notícia foi dada pelo cardeal Leonardo Sandri, prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais no discurso de abertura do ano acadêmico 2013-2014 do Pontifício Instituto Oriental, na manhã de sábado, 26 de Outubro. O encontro foi organizado no âmbito da plenária do dicastério a realizar de 19 a 22 de Novembro e que  terá como tema geral para o debate «As Igrejas Orientais católicas 50 anos depois do concílio ecumênico Vaticano II». Será contudo uma ocasião para refletir sobre as reais possibilidades de paz na Síria, Terra Santa e Médio Oriente, e de elevar uma oração colegial pelos cristãos daqueles Países martirizados.
O cardeal recordou que o encontro de 21 de Novembro com o Papa Francisco com os «chefes e padres das Igrejas orientais» se relaciona idealmente com o análogo de 2009 promovido por Bento XVI, ao qual foram dirigidas palavras de agradecimento «pela amizade paterna e pela consideração tão profunda que ele sempre dedicou ao Oriente cristão e sobretudo às Igrejas orientais católicas».
Consideração e amizade que animarão também a plenária do dicastério, durante a qual amplo espaço terão a liturgia e a formação. Pretende-se atribuir uma especial atenção à liturgia para «favorecer a aplicação das normas codicilares em âmbito litúrgico». Na plenária, em relação à atividade do dicastério será tratado o tema da formação, «que se destina a todos os componentes do Povo de Deus, e por isso cada vez mais aos leigos».

Sábado, 26/10/2013 - L'Osservatore Romano
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...