Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/03/2019

“Queridos filhos, os chamo apóstolos do MEU AMOR. Os mostro o MEU FILHO, que é a VERDADEIRA PAZ e o VERDADEIRO AMOR. Como MÃE mediante a GRAÇA DIVINA, desejo guiá-los até ELE. Filhos MEUS, por isto os convido a observarem a vocês mesmos em direção ao MEU FILHO, a olharem para ELE com o coração e verem com o coração onde vocês estão e para onde está andando a vida de vocês. Filhos MEUS, os convido a compreenderem que vocês vivem graças ao MEU FILHO, graças ao SEU AMOR e ao SEU SACRIFÍCIO. Vocês pedem ao MEU FILHO para ser clemente com vocês, mas EU os convido à MISERICÓRDIA. Vocês pedem a ELE para ser BOM com vocês e a perdoá-los, mas já a quanto tempo EU peço a vocês, MEUS filhos, de perdoarem e de amarem a todas as pessoas que encontrarem. Quando vocês compreenderem com o coração as MINHAS PALAVRAS, compreenderão e conhecerão o VERDADEIRO AMOR, e poderão ser apóstolos deste AMOR, MEUS apóstolos, meus queridos filhos.
Obrigada !”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Presidente do Equador renunciaria se os congressistas aprovam o aborto

O Presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou que renunciará ao cargo se a Assembleia Nacional aprovar uma legislação que abra as portas ao aborto no país.
Hoje a Assembleia Nacional do Equador, órgão legislativo do país, continuará o debate sobre o Código Orgânico Integral Penal, no qual se busca inserir um artigo despenalizando o aborto por violência sexual. Esta proposta não se encontrava no projeto inicial, mas foi introduzida pela parlamentar Paola Pabón, de Alianza País, o partido do governo.
No texto de sua proposta se pede que o aborto não seja punível "se a gravidez for consequência de uma violência sexual, interrupção que poderá realizar-se até a 12ª semana de gestação".
Em declarações ao canal equatoriano Oromar no dia 10 de outubro, Correa também qualificou de "traições" a promoção da despenalização do aborto em caso de violência sexual por parte de parlamentares do seu partido.
"Se continuarem com estas traições e deslealdades, se amanhã se evidenciar algo muito lamentável que está ocorrendo no bloco (Alianza) País, eu apresentarei a minha renúncia ao cargo", disse.
O Presidente do Equador assinalou que "me deu muito mais trabalho as deslealdades, traições dos supostos amigos que os acertos dos inimigos".
"Estou cansado disto, de que se tomem decisões, enchem a boca falando de democracia, e depois fazem justamente o contrário para ver se aproveitam a oportunidade", criticou.
O mandatário equatoriano indicou que os parlamentares "façam o que queiram, eu jamais aprovarei a despenalização do aborto", e assinalou que a Constituição defende a vida desde a concepção e não avaliza o aborto.
"Onde se fala de despenalizar o aborto? Pelo contrário, a Constituição diz defender a vida desde a concepção", remarcou.
Correa assegurou que "falamos muito claro, qualquer coisa que se afaste dessa linha simplesmente é traição, e parece que isso está acontecendo na Assembleia (Nacional do Equador)".
Rafael Correa se reuniu em abril deste ano com o Papa Francisco e recebeu do Santo Padre um livro sobre o Documento de Aparecida, uma medalha do pontificado e um terço.

QUITO, 11 Out. 13 - ACI/EWTN Noticias 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...