Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Pontifício Conselho divulga livro do papa sobre Família e Vida

Com ênfase nas crianças e anciãos, foi lançado hoje, no Vaticano, o livro do papa Francisco sobre a Família e a Vida. O volume, publicado em espanhol e italiano, contém 35 textos, escritos entre 1999 e 2013, e aborda, entre outros assuntos, a cultura do diálogo e do encontro; a atenção ao outro; a escola como lugar de acolhida; a família e a solidariedade social; a dignidade do trabalho; eutanásia e aborto; divórcio, e matrimônio entre pessoas do mesmo sexo. 
O livro foi apresentado, na manhã desta quinta-feira 10/10, pelo chefe de departamento do Pontifício Conselho para a Família, padre Gianfranco Grieco. “Hoje, o papa Francisco fala como fazia antes o cardeal Bergoglio. Conceitos claros, imediatos e diretos, que sensibilizam corações, despertam as consciências adormecidas e interpelam as inteligências”, afirmou padre Grieco. 
Os textos do cardeal Jorge Mario Bergoglio evocam, em particular, o Documento de Aparecida 2007, mostrando sua preocupação com a atenção que se deve dedicar às crianças e aos anciãos, para que nunca sejam marginalizados.
O livro foi editado pelo Pontifício Conselho para a Família com a colaboração do Instituto Matrimônio e Família da Universidade Católica de Buenos Aires, Argentina.

Quinta, 10 de Outubro de 2013
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...