Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa Francisco: solidariedade concreta com os sobreviventes do naufrágio

O Papa Francisco se mantém constantemente informado sobre o resgate dos corpos dos imigrantes mortos no naufrágio de quinta-feira passada em Lampedusa, e enviou a cada sobrevivente uma ajuda econômica para atender às suas necessidades mais imediatas.
Quem informa o Papa é seu representante na ilha, o elemosineiro pontifício, Dom Konrad Krajewski. A presença do arcebispo polonês é uma resposta à promessa feita em 8 de julho, quando esteve na ilha e rezou pelas vítimas dos contínuos naufrágios. Na ocasião, Francisco assegurou sua constante proximidade e atenção. E assim, poucas horas após a tragédia, Dom Krajewski estava lá, para a “celebração de misericórdia”.
“É um grande conforto para todos saber que o Papa se sente próximo de nós neste momento tão dramático; é um incentivo a duplicar os esforços para socorrer os sobreviventes e rezar pelas vítimas”, explica o Pároco Stefano Nastasi. Para as equipes de socorro, “é como se o Papa estivesse lá pessoalmente”.
Na manhã de segunda-feira, 7, o elemosineiro saiu no mar a bordo da nave da Polícia Marítima da qual os mergulhadores tentam recuperar os corpos que estão ainda encalhados na carcaça do barco afundado. Muitos são mulheres e crianças que tentaram se refugiar na estiva quando o barco começou a pegar fogo. Cada mergulhador recebeu um terço abençoada por Papa Francisco. Com o arcebispo de Agrigento, Dom Francesco Montenegro, e Pe. Stefano, Konrad Krajewski rezou o terço, encomendou os corpos e visitou os sobreviventes no centro de acolhimento. A eles, garantiu a proximidade do Pontífice.
Somando-se ao gesto concreto do Papa de enviar ajuda econômica aos imigrantes, “dezenas de famílias estão telefonando ao pároco, disponibilizando-se a hospedar migrantes e crianças, mas as leis não lhes permitem”.
Até o momento, foram resgatados mais de 230 corpos, e segundo a Polícia Marítima, ainda há mais de 100 nas águas.

VATICANO, 08/10/2013 - JCE news
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...