Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2018

Queridos filhos,

As Minhas palavras são simples, mas repletas de amor materno e de preocupação. Filhos MEUS, sobre vocês se alargam sempre mais as sombras das trevas e do engano, Eu os chamo em direção a luz e a verdade, Eu os chamo na direção de Meu Filho. Somente Ele pode converter o desespero e a dor em paz e serenidade, somente ELE pode dar esperança nas dores mais profundas. O MEU FILHO é a VIDA do mundo, e quanto mais O conhecerem, mais se aproximarão DELE e mais O amarão porque o MEU FILHO é AMOR e o AMOR muda tudo.

ELE torna maravilhoso também aquilo que sem amor pareça para vocês insignificante. Por isso novamente os digo que vocês devem amar muito se desejarem crescer espiritualmente. EU sei, apóstolos do MEU AMOR, que não sempre fácil, porém, filhos MEUS, também as estradas dolorosas são caminhos que levam ao crescimento espiritual, à fé e ao MEU FILHO.

Filhos MEUS, rezem, pensem em MEU FILHO durante todos os momentos do dia, elevem as suas almas até ELE e EU recolherei as suas orações como flores do jardim mais belo e as darei de presente ao MEU FILHO.

Sejam realmente apóstolos do MEU AMOR, deem a todos o AMOR de MEU FILHO, sejam jardins com as flores mais belas.

Com a oração ajudem os seu sacerdotes para que possam ser pais espirituais cheios de amor para todos os homens.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa Francisco: solidariedade concreta com os sobreviventes do naufrágio

O Papa Francisco se mantém constantemente informado sobre o resgate dos corpos dos imigrantes mortos no naufrágio de quinta-feira passada em Lampedusa, e enviou a cada sobrevivente uma ajuda econômica para atender às suas necessidades mais imediatas.
Quem informa o Papa é seu representante na ilha, o elemosineiro pontifício, Dom Konrad Krajewski. A presença do arcebispo polonês é uma resposta à promessa feita em 8 de julho, quando esteve na ilha e rezou pelas vítimas dos contínuos naufrágios. Na ocasião, Francisco assegurou sua constante proximidade e atenção. E assim, poucas horas após a tragédia, Dom Krajewski estava lá, para a “celebração de misericórdia”.
“É um grande conforto para todos saber que o Papa se sente próximo de nós neste momento tão dramático; é um incentivo a duplicar os esforços para socorrer os sobreviventes e rezar pelas vítimas”, explica o Pároco Stefano Nastasi. Para as equipes de socorro, “é como se o Papa estivesse lá pessoalmente”.
Na manhã de segunda-feira, 7, o elemosineiro saiu no mar a bordo da nave da Polícia Marítima da qual os mergulhadores tentam recuperar os corpos que estão ainda encalhados na carcaça do barco afundado. Muitos são mulheres e crianças que tentaram se refugiar na estiva quando o barco começou a pegar fogo. Cada mergulhador recebeu um terço abençoada por Papa Francisco. Com o arcebispo de Agrigento, Dom Francesco Montenegro, e Pe. Stefano, Konrad Krajewski rezou o terço, encomendou os corpos e visitou os sobreviventes no centro de acolhimento. A eles, garantiu a proximidade do Pontífice.
Somando-se ao gesto concreto do Papa de enviar ajuda econômica aos imigrantes, “dezenas de famílias estão telefonando ao pároco, disponibilizando-se a hospedar migrantes e crianças, mas as leis não lhes permitem”.
Até o momento, foram resgatados mais de 230 corpos, e segundo a Polícia Marítima, ainda há mais de 100 nas águas.

VATICANO, 08/10/2013 - JCE news
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...