Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/02/2018

Queridos filhos !

Vocês a quem o MEU FILHO ama, vocês a quem EU amo imensamente com o MEU AMOR MATERNO, não permitam que o egoísmo e o amar muito a si mesmo reinem no mundo. Não permitam que o amor e a bondade fiquem escondidos. Vocês que são amados, vocês que conheceram o AMOR do MEU FILHO, lembrem-se que ser amado significa amar. Filhos MEUS, tenham fé: quando vocês tem fé, vocês são felizes e difundem a paz. As suas almas exultam de alegria. Nestas almas está o MEU FILHO: quando se doam pela fé, quando se doam pelo amor, quando fazem o bem ao próximo, o MEU FILHO sorri em suas almas. Apóstolos do MEU AMOR, ME dirijo a vocês como MÃE, os reúno em torno de MIM porque desejo conduzí-los no caminho do AMOR e da FÉ, no caminho que leva até a LUZ DO MUNDO. EU estou aqui pelo AMOR e pela FÈ; porque desejo abençoá-los, porque EU desejo, com a MINHA BENÇÂO MATERNA, dar a vocês força e esperança no seu caminho. Porque a estrada que conduz ao MEU FILHO não é fácil, é cheia de renúncias, de dar-se, do sacrifício, do perdão e muito, muito amor mas este caminho conduz à paz e à alegria. Filhos MEUS, não acreditem nas vozes falsas que falam de coisas falsas e de luzes falsas: vocês, filhos MEUS, voltem para a SAGRADA ESCRITURA. Com imenso amor EU os vejo e, PELA GRAÇA DE DEUS, EU ME MANIFESTO A VOCÊS. Filhos Meus, caminham COMIGO. Que as almas de vocês exultem de alegria.

Obrigada.

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Papa Francisco, é preciso mudar estilo de vida para acabar com a fome no mundo

“A fome e a desnutrição nunca podem ser consideradas como um fato normal que se deve acostumar, como se fosse parte do sistema. Algo tem que mudar em nós mesmos, em nossa mente, em nossas sociedades”, escreveu o papa Francisco em uma mensagem enviada ao diretor da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO), José Graziano de Silva, por ocasião do Dia Mundial da Alimentação, celebrado hoje, 16 de outubro, com o tema “Sistemas alimentares sustentáveis para a segurança alimentar e nutricional”.
Segundo o papa, “em um momento em que a globalização permite conhecer as situações de necessidade no mundo e multiplicar os intercâmbios e as relações, parece crescer a tendência ao individualismo e ao isolamento, o que leva a uma certa atitude de indiferença, tanto no âmbito pessoal, das instituições e dos estados, com relação a quem morre de fome ou sofre desnutrição, como se fosse um fato inelutável”.
Para Francisco, um passo importante é acabar com as barreiras do individualismo e do isolamento, da escravidão do lucro a todo custo, não somente na dinâmica das relações humanas, como também na dinâmica econômica e financeira global. 
“É necessário, hoje mais do que nunca, educar-nos na solidariedade, redescobrir o valor e o significado desta palavra tão incômoda e muito frequentemente deixada de lado, e fazer que se converta em atitude nas decisões políticas, econômicas e financeiras, nas relações entre as pessoas, povos e nações”, disse o pontífice.
Francisco acrescenta que a sociedade está longe de um mundo no qual todos possam viver com dignidade e que é preciso mudar o estilo de vida, incluindo a alimentação, que em tantas áreas do planeta é marcada pelo consumismo e desperdício de alimentos. De acordo com o papa, o fim de tais comportamentos reduziria “drasticamente o número de pessoas com fome”.

16 de Outubro de 2013 - cnbb  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...