Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

O Papa sobre os meios de comunicação: É necessário ler a realidade com chaves espirituais para entender a Igreja

O Papa Francisco assinalou, falando sobre a importância dos meios de comunicação no mundo atual, que "é necessário uma grande responsabilidade, uma grande capacidade de ler a realidade com chave espiritual" para poder entender à Igreja.
Em uma mensagem escrita a Monsenhor Dario Edoardo Viganó, Diretor do Centro Televisivo Vaticano (CTV) com motivo do congresso que comemora os 30 anos desta televisora, o Santo Padre recordou seu encontro com os jornalistas no dia 16 de março deste ano, apenas três dias depois de sua eleição, e assinalou que o papel dos meios de comunicação "foi crescendo nos últimos tempos, tanto que esse se transformou indispensável para narrar ao mundo os acontecimentos da história contemporânea".
O Papa ressaltou que "tudo isso se reflete na vida da Igreja. Mas se não é coisa simples contar os acontecimentos da história, ainda mais complexo é contar os acontecimentos ligados à Igreja... Isso requer uma responsabilidade particular, uma forte capacidade de ler a realidade com chaves espirituais. De fato, os eventos da Igreja ‘têm uma característica de fundo particular: respondem a uma lógica que não é principalmente aquela das categorias, por assim dizer, mundanas, e justamente por isso não é fácil interpretá-los e comunicá-los a um público vasto e variado’".
O Santo Padre recordou ao CTV que "seu trabalho é um serviço ao Evangelho e à Igreja" que também celebra os 50 anos da aprovação do decreto conciliar "Inter Mirifica" que "inclui entre os maravilhosos dons de Deus os instrumentos da comunicação social, incluindo, inclusive, o meio televisivo".
"Nestas décadas - escreve o Papa - a tecnologia viajou em grande velocidade, criando inesperadas redes interconectadas. É necessário manter a perspectiva evangélica nesta espécie de ‘estrada global da comunicação’". Desde aí, que "ao apresentar os acontecimentos a vossa ótica não pode ser nunca ‘mundana’, mas eclesial".
O Papa Francisco ressaltou também que o CTV não desempenha "uma função puramente documental, ‘neutra’ dos eventos, mas contribuem para aproximar a Igreja ao mundo, eliminando distâncias, fazendo chegar a palavra do Papa a milhões de católicos, também lá onde muitas vezes professar a fé é uma escolha corajosa".
"Graças às imagens, o CTV está em caminho com o Papa para levar Cristo nas diversas formas de solidão do homem contemporâneo, chegando também às ‘sofisticadas periferias tecnológicas’. Nessa vossa missão, é importante recordar que a Igreja está presente no mundo da comunicação, em todas as suas variadas expressões, sobretudo para conduzir as pessoas ao encontro com o Senhor Jesus".
Para concluir o Papa pediu à Virgem Maria que guarde os passos dos "peregrinos da comunicação" e invocou a intercessão de Santa Clara de Assis, padroeira da televisão.

VATICANO, 18 Out. 13 - ACI/EWTN Noticias 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...