Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/04/2019

“Queridos filhos, como MÃE que conhece os SEUS filhos, sei vocês desejam o MEU FILHO. EU sei que vocês desejam a VERDADE, a PAZ, aquilo que é puro e não é falso.

Por isto EU, como MÃE, através do AMOR DE DEUS, me dirijo a vocês e os convido, a fim de que, rezando com o coração puro e aberto, conheçam por vocês mesmos o MEU FILHO, o SEU AMOR, o SEU CORAÇÃO MISERICORDIOSO.

O MEU FILHO via a beleza em todas as coisas.

ELE procura o BEM, até mesmo naquilo que é pequeno e escondido, em todas as almas, para perdoar o mal.

Por isto, filhos MEUS, apóstolos do MEU AMOR, os convido a adorá-LO, a agradecê-LO continuamente e a serem dignos para ELE. Porque ELE disse para vocês PALAVRAS DIVINAS, as PALAVRAS DE DEUS, as PALAVRAS que são para todos e para sempre.

Por isto, filhos MEUS, vivam a serenidade, a alegria e o amor recíproco.

Isto é o que é necessário para vocês no mundo de hoje: assim serão apóstolos do MEU AMOR, assim vocês testemunharão o MEU FILHO de maneira justa.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Nenhuma cela está tão isolada a ponto de excluir o Senhor, diz o Papa

Antes da Audiência Geral o Papa Francisco recebeu, na Sala Paulo VI, os participantes do Congresso Nacional de Capelães dos Presídios italianos. O Santo Padre pediu aos presentes que fizessem chegar sua saudação a todos os detentos.
O Pontífice disse: "digam que rezo por eles, tenho-lhes no coração, rezo ao Senhor e a Nossa Senhora para que possam superar positivamente este período difícil de suas vidas. Que não desanimem, não se fechem, porque o Senhor está perto deles, não está fora de suas celas, mas está dentro. Também Ele é um prisioneiro, ainda hoje, preso pelos nossos egoísmos, pelos nossos sistemas, por tantas injustiças, porque é fácil punir os mais frágeis, mas os peixes grandes nadam livremente nas águas. Nenhuma cela está assim isolada a ponto de excluir o Senhor".
O Papa contou a relação de amizade que mantém com um detento de Buenos Aires e disse aos capelães que seu mistério comprometido e importante, "exprime uma das obras de misericórdia; torna visível a presença do Senhor no cárcere, na cela".
"Vocês são sinal da proximidade de Cristo a estes irmãos que precisam de esperança. Recentemente vocês falaram de uma justiça da reconciliação, mas também de uma justiça de esperança, de portas abertas, de horizontes. Esta não é uma utopia, pode se fazer".
O Papa reconheceu que fazer isto "não é fácil, porque as nossas fraquezas estão em todo lugar, também o diabo está em todo lugar, as tentações estão em todo lugar, mas é preciso sempre provar-nos.".
O Papa visitará o presidente da Itália
Por outro lado, o diretor do Escritório de Imprensa da Santa Sé, Padre Federico Lombardi, comunicou que no próximo dia 14 de novembro o Papa Francisco fará uma visita oficial ao palácio do Quirinal.
Esta visita será para corresponder à visita do presidente da República italiana, Giorgio Napolitano, ao Vaticano em 8 de junho de 2013.

VATICANO, 23 Out. 13 - ACI/EWTN Noticias

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...