Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Esquecidas pelo mundo, passaram a ser as mais amadas de Deus

Desde 1981 as Irmãs do Bom Pastor em Sehaile, Líbano, têm cuidado de meninas vindas de famílias desfeitas. Atualmente são 50 meninas e moças, entre 6 e 18 anos de idade, que estão sob os cuidados das irmãs.

Muitas destas jovens são vítimas de violência física, psicológica e sexual. Não poucas delas cresceram nas ruas e já viveram no crime e nas drogas. Algumas têm pais viciados em drogas, enquanto outras são mães solteiras, abandonadas pelos pais dos seus filhos e não encontraram outras alternativas além da prostituição para sobreviverem.
A região não possui empresas nem indústrias e, portanto, poucas chances de emprego. Além de tudo isso, algumas das famílias delas já foram refugiadas, vindo de países onde elas provavelmente teriam um futuro ainda mais trágico. Muitas são provenientes da Síria, Iraque e países da África. Buscavam uma nova e melhor vida no Líbano, mas não foi isto que conseguiram encontrar.
As irmãs cuidam de cada uma destas meninas de maneira personalizada. Isto requer um bom tempo e dedicação, para entrar assim em contato com a realidade e necessidades de cada uma delas. As dificuldades vão de problemas de aprendizado, socialização a vários tipos de traumas. Muitas destas jovens nunca tiveram uma vida ordenada em suas famílias. As meninas precisam de lares estáveis, onde elas possam experimentar um sentido de segurança e apoio emocional e encontrar alguém que as escute. Elas precisam superar problemas na sua formação escolar ou obter treinamento vocacional, além de aconselhamento psicológico.
As irmãs contam com algumas doações, mas estas já não cobrem todas as despesas deste acompanhamento tão singular à meninas que, esquecidas pelo mundo, passaram a ser as mais amadas de Deus. Além disto, as irmãs têm a necessidade do seu próprio sustento. Para aliviá-las do peso de ter que buscar o sustento diário, a Ajuda à Igreja que Sofre vai financiá-las por um ano inteiro, para que assim possam dedicar-se tão somente às meninas.

Sábado,19/10/2013 - AIS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...