Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Brasileiros celebram hoje Solenidade de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil

Vindos de todo o Brasil, em caravanas, a cavalo ou até mesmo a pé ao maior templo mariano do mundo, centenas de milhares de devotos encheram hoje, 12 de outubro de 2013, a Basílica do Santuário Nacional de Aparecida para participar da tradicional Missa Solene das 9h, e outras comemorações programadas para a data, como a transmissão do terço mundial com o Papa e a mensagem que ele enviará aos devotos de Nossa Senhora.

A celebração das 9h foi presidida pelo Cardeal Arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência da Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Raymundo Damasceno Assis. Concelebraram a Eucaristia o bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Leonardo Ulrich Steiner, OFM, o bispo emérito de Barretos (SP), Dom Pedro Fré, o reitor do Santuário, Padre Domingos Sávio, diversos Missionários Redentoristas, sacerdotes da Arquidiocese de Aparecida e religiosos.

A celebração contou com a presença do Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e de outras autoridades civis, militares e eclesiais.

Segundo informou o site oficial do Santuário de Aparecida, a imagem de Nossa Senhora, milagrosamente resgatada das águas do rio Paraíba, foi entronizada em um carro andor representando o projeto artístico da obra da Cúpula. Rica em detalhes que revelam a beleza da criação, a Imagem da Padroeira veio no centro da árvore da vida e, ao seu redor, pássaros da fauna brasileira.

Em sua homilia, Dom Damasceno recordou o encontro da Imagem da Virgem de Aparecida nas águas no Rio Paraíba do Sul.

“A devoção a Nossa Senhora Aparecida, uma das principais expressões da piedade do povo brasileiro, teve início em 1717, quando três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Felipe Pedroso, foram incumbidos de conseguir certa quantidade de peixes no rio Paraíba, por ocasião da passagem, por Guaratinguetá, do Conde de Assumar, em viagem para a tomada da posse como Governador de São Paulo e das Minas de ouro”.

Dom Damasceno citou as palavras do Papa Francisco em sua recente visita ao Santuário Nacional:

“Em Aparecida, Deus ofereceu ao Brasil a sua própria Mãe e Ela quis manifestar-se nessa região do Vale do Paraíba de maneira simples, sem fato espetacular, sem mensagem especial; solidária, porém, com aqueles pobres pescadores e na sua cor negra, identificada com os escravos da época e os excluídos de hoje. Ela quis escolher essa terra para derramar as bênçãos de Deus sobre o Brasil e o povo devoto que aqui vem para venerar a milagrosa imagem e para proclamar seus louvores e graças”.

Referindo-se ao encontro da imagem da Virgem da Conceição pelos três pescadores no rio Paraíba, o Cardeal lembrou que o Pontífice chamou-nos a atenção para três posturas que devemos cultivar na nossa vida: ‘Conservar a esperança, Deixar-se surpreender por Deus e Viver na alegria’.

Refletindo sobre a mensagem do Papa, Dom Damasceno afirmou que mesmo diante das dificuldades na vida de cada um Deus nunca deixa que sejamos submergidos.

“Tenham sempre no coração esta certeza! Deus caminha a seu lado, nunca lhes deixa desamparados! Nunca percamos a esperança! Nunca deixemos que ela se apague nos nossos corações!”

Com a Mãe Aparecida seguimos Jesus, nossa luz! – Fazendo referência ao tema geral da Novena e Festa da Padroeira deste ano, o Cardeal afirmou que Maria é a Mãe, mas também a primeira e mais fiel discípula de seu Filho Jesus.

“Como missionária e discípula, ela nos mostra e nos conduz a Jesus, nossa luz, e nos pede, como aos serventes nas bodas de Caná: ‘Façam tudo o que Ele vos disser’”, concluiu.

APARECIDA, 12 Out. 13 - ACI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...