Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/08/2018

“Queridos filhos,

Com amor materno os convido a abrirem os seus corações à paz, a abrirem os seus corações ao MEU FILHO, a cantar em seus corações o amor ao MEU FILHO, porque somente através deste amor chega a paz da alma.

Filhos MEUS, EU sei que vocês tem a bondade, sei que vocês tem o amor, o amor misericordioso. Mas, muitos dos MEUS filhos ainda tem os corações fechados, pensam que podem agir sem colocar os seus pensamentos ao PAI CELESTIAL que ilumina, diante do MEU FILHO que está sempre e novamente com vocês na EUCARISTIA e que deseja ouvi-los.

Filhos Meus, porque não falam para eles ? A vida de cada um de vocês é importante e preciosa porque é um dom do PAI CELESTIAL para a ETERNIDADE, por isso nunca se esqueçam de agradecê-LO e falar com ELE.

Eu sei, filhos MEUS, que para vocês é desconhecido aquilo que virá depois, porém quando chegar o “depois” de vocês, terão todas as respostas. O MEU amor materno deseja que vocês estejam prontos.

Filhos MEUS, com a vida de vocês coloquem sentimentos bons nos corações das pessoas que vocês encontrarem, sentimentos de paz, de bondade, de amor e de perdão. Através da oração escutem o que lhes diz o MEU FILHO e assim o façam.

Novamente os convido a rezarem pelos seus sacerdotes, por aqueles a quem o MEU FILHO chamou; lembrem-se que eles tem necessidade de orações e de amor.

Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

Bachelet confirma apoio ao aborto e "matrimônio" homossexual no Plano de Governo para o Chile

A menos de duas semanas das eleições presidenciais e depois de evadir os debates públicos, a candidata do partido Nova Maioria, Michelle Bachelet, fez público seu Plano de Governo no qual incorpora a legalização do aborto e abrir as portas ao matrimônio homossexual.
O programa de governo da candidata de esquerda retoma como eixo central a mudança a uma nova Constituição, na qual "confluam as tradições constitucionais liberal, democrática e social".
Utilizando uma série de eufemismos, o Plano de Governo promete promover políticas a favor dos chamados "direitos sexuais e reprodutivos" que inclui a "despenalização da interrupção voluntária da gravidez em caso de perigo de vida da mãe, estupro ou inviabilidade do feto".
O Plano de Bachelet também oferece uma educação sexual "leiga e humanista" e "a disponibilidade efetiva de métodos anticoncepcionais, incluindo a anticoncepção de emergência".
A candidata também incorporou "uma Nova Agenda de Gênero baseada nos direitos, igualdade e autonomia das mulheres, impulsionada por uma institucionalidade renovada e de maior rango".
"Matrimônio gay": o seguinte passo
Sobre o mal chamado "matrimônio" homossexual, o programa de Bachelet anuncia "um debate aberto, com participação ampla para a elaboração e posterior envio de um projeto de lei nesta matéria".
Além disso, oferece apoio à lei de identidade de gênero, que se encontra em trâmite, e "que permita às pessoas transexuais, adequar seu nome e sexo registral de acordo a sua própria identidade de gênero".
No início de outubro, uma pesquisa elaborada pelo Instituto Chileno de Estudos Municipais (Ichem) e pela Universidade Autônoma do Chile mostrou que mais da metade dos eleitores de Bachelet não está a favor da legalização do aborto e do "matrimônio" homossexual.

SANTIAGO, 29 Out. 13 - ACI/EWTN Noticias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...