Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/09/2017

Queridos filhos !

Quem melhor do que EU poderia falar para vocês do Amor e da existência do MEU FILHO ?

Vivi com ELE, EU sofri com ele, vivendo a vida terrena, EU provei da dor porque era MÃE.

MEU FILHO amou com pensamentos e obras o PAI CELESTIAL, o DEUS VERDADEIRO, e como ME dizia veio para redimi-los. EU escondi a minha dor com o amor. Vocês, filhos MEUS, tem numerosas perguntas, não compreendem a dor, não compreendem que através do Amor de Deus devem aceitar a dor e suportá-la. Todas as pessoas provam-na em maior ou menor medida, mas com a paz na alma e em estado de graça a esperança existe.

Este é o MEU FILHO, DEUS, nascido de DEUS. As SUAS PALAVRAS são sementes de Vida Eterna e semeadas nas boas almas produzem muitos frutos.

MEU FILHO suportou a dor porque tomou para si os pecados de vocês.

Por isso vocês, filhos MEUS, Apóstolos do MEU Amor, vocês que sofrem, saibam que as suas dores se tornarão luz e glória.

Filhos MEUS, enquanto vocês suportam a dor o CÉU entra em vocês, e em todos em torno de vocês é dado um pouco de Céu e muita esperança !

Obrigada !

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

As freiras dividem tudo com eles

Só na partilha e doação a nossa vida se torna fecunda. Mesmo quem tem pouco pode fazer muito, porque a potência de Deus, que é a potência do amor, desce até a nossa pobreza a fim de transformá-la.

As “Irmãs da Apresentação da Beatíssima Virgem Maria” vivem esse pensamento do Papa Francisco em altíssimo nível, em ambos os sentidos da palavra. Elas mesmas quase nada têm, mas cuidam dos povos montanheses ainda mais pobres, na alta região fronteiriça entre Tailândia do Norte e Mianmar. As tribos das montanhas vivem em cabanas de bambu; postos de saúde estão distantes, inatingíveis; muitas vezes as pessoas nem sequer são registradas. Para as autoridades elas não existem e, por isso, elas também não obtêm qualquer tipo de ajuda governamental.
É nesse ponto que entram as Irmãs. Os pais desses grupos montanheses querem que seus filhos se tornem tementes a Deus e sejam cidadãos responsáveis. Eles devem sair do isolamento das montanhas. Na fé católica eles encontram uma primeira comunidade, um primeiro direito fundamental como filhos de Deus, dotados de dignidade e do reconhecimento tão almejado. Com as irmãs, as crianças podem frequentar a escola, aprender a ler e escrever.
As religiosas são a comunicação com o mundo. Muitas dessas crianças vivem com as freiras. As Irmãs dividem com elas os cômodos da casa, a pequena cozinha, tudo. Mas elas também precisam de oração e de silêncio – e de espaço para novas vocações. É pensado num novo e pequeno convento que poderia criar esse espaço necessário e abrir novos horizontes de evangelização entre os povos das montanhas.
O projeto já foi elaborado e nos comprometemos com ele. Você poderia nos ajudar?

Colabore! Seja um benfeitor ajudando este e muitos outros projetos...

Fonte: AIS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...