Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

A verdade que incomoda

Nos últimos dias temos acompanhados nos jornais e noticiários, a investida de alguns grupos para conseguirem a liberação do aborto.
E afirmo “alguns grupos”… Pois sabemos que não é o desejo do povo brasileiro.
Mas o que me chamou a atenção é a seguinte jogada de “marketing”: “Estado Laico: Sua religião não é nossa lei”.
Impressiona-me demais o incomodo que pessoas assim sentem, quando tentam se impor contrários a moral defendida pela Igreja Católica.
Nós somos a favor da vida, e sempre lutaremos pela sua dignidade e a dignidade da família.
Zelar por esses tesouros constituídos pelo próprio Deus é a nossa obrigação. Jesus veio para que todos tenham vida, e vida em abundância. E apesar do desejo de alguns, isso nunca mudará.
Por que eles se sentem tão incomodados com a posição da Igreja? Nunca os impedimos de realizarem suas manifestações e até seus pecados. Nossa religião cristã não é, e nunca será lei. Defendemos a verdade e ponto final.
Mas a verdade incomoda! E eles sabem disso, justamente porque a trazem impressa dentro do coração. Eles querem que a Igreja se cale, justamente para que eles não ouçam as vozes da própria consciência que os recorda a verdade.
Muitos acusam a Igreja de não usar de misericórdia, não aceitando a postura dos homossexuais e daqueles que lutam pela liberação do aborto. Só esclarecendo: a Igreja age como fez o próprio Cristo. Todas as vezes que Jesus encontrou um pecador, o curou e o amou, e o exortava: “Vai e não peques mais”. Não podemos e nunca seremos toleráveis à escravidão que o pecado gera em nós.
Como disse no início, Jesus veio para nos trazer à vida, e a vida em abundância. Não podemos nos sujeitar a esse espírito de morte. E, é necessário que nós católicos e cristãos em geral, que seguimos o evangelho de Jesus, não tenhamos medo, e não nos calemos diante de tantas acusações injustas. É preciso defender a vida, a família, a moral, a verdade, e se for preciso dar a nossa vida pra que isso aconteça.
Ser católico, cristão, não é só rezar e interceder para que o aborto e o homossexualismo não sejam aprovados em nosso país. É preciso empenho. Mãos a obra!  Tenhamos atitudes, no sentido de que todas as áreas da nossa vida sejam coerentes com a fé que defendemos.
Chega de sermos omissos! Chega de ficarmos cuidando somente do nosso próprio umbigo, é preciso batalhar para que o desejo de poucos também não se torne a nossa lei.

Laisa Fernanda Pinto – Oblata Corpus Christi
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...