Mensagens de Nossa Senhora em Medjugorje no dia 02/11/2017

“Queridos filhos, olhando vocês em torno de Mim, em torno da sua Mãe, Eu estou vendo muitas almas puras, vejo muitos dos Meus filhos que estão procurando amor e consolação, mas ninguém está oferecendo isso a eles.

Também vejo aqueles que fazem o mal, porque não têm bons exemplos, não conheceram Meu Filho, aquele bem que é silencioso, que se difunde através das almas puras, que é a força que reforça o mundo.

Existem muitos pecados, mas também muito amor. o Meu Filho Me envia, como Mãe, a mesma igual para todos, para que Eu vos ensine o Amor, para que vocês compreendam que são irmãos.

Ele deseja vos ajudar. Apóstolos do Meu Amor, é suficiente o desejo vivo da fé e do Amor, o Meu Filho o aceitará.

Mas vocês têm que ser dignos, ter boa vontade e um coração aberto. O Meu Filho entra nos corações abertos. Eu, como Mãe, desejo que vocês conheçam o melhor possível o Meu Filho, Deus, nascido de Deus, para que vocês conheçam a grandeza do Seu Amor, o qual vocês tanto precisam.

Ele aceitou os seus pecados, conseguiu a Redenção para vocês, mas em troca procura que vocês amem-se uns aos outros. O Meu Filho é Amor. Ele ama todo ser humano, sem diferença, todas as pessoas de todos os povos e nações.

Se vocês, Meus Filhos, vivessem o Amor do Meu Filho, o Seu Reinado já estaria na Terra. Por isso, Apóstolos do Meu Amor, rezem, rezem para que o Meu Filho e Seu Amor estejam mais próximos de vocês, para que vocês sejam exemplos de Amor e possam ajudar àqueles que ainda não conhecem o Meu Filho.

Nunca esqueçam que o Meu Filho, Uno e Trino, Ama. Amem e rezem pelos seus sacerdotes. Obrigada.”

OBS: Esta mensagem é um carinho de Nossa Senhora para você... As matérias do blog seguem abaixo, aproveite!

A importância da alegria para o cristão

Já dizia São Francisco de Sales: “Um Santo triste é um triste Santo”, e não é que isso é real?
Ao participarmos da Igreja nos dias de hoje podemos perceber como a tristeza tem tomado conta da vida das pessoas. Muitos andam por ai sem rumo, sem vontade, sem futuro… Participam da Igreja e buscam a cura de Jesus, mas não buscam o próprio Cristo. Vão à Santa Missa com uma lista pronta de pedidos e recomendações, afinal Deus tem a obrigação de nos fazer felizes… Mas esquecemos de que nossa felicidade depende das nossas escolhas.
É muito fácil fazer o que queremos, decidimos pela nossa própria vida, e quando acontece alguma tragédia recorremos ao auxílio do Bom Deus, mantemos com Ele um relacionamento de barganha, toma lá dá cá… Faça-me isso que te dou aquilo… Estamos tão próximos porém tão distantes…
Outro erro que cometemos, e esse até com mais freqüência, é de vivenciarmos uma fé piegas… Piedosa até demais, até Deus duvida do nosso ar de santidade… Vivo a religião do não, não posso isso, não posso aquilo… Vivendo de aparências sem revelar o que realmente sou de verdade. Poxa… Que tristeza!
Cristão que é Cristão vive da Alegria, vive na liberdade de ser filho de Deus! Sabe o preço que o pecado tem por isso evita cometê-lo. Mas se acontecer, não para na culpa, levanta, confessa, converte e continua, pois conhece a intensidade do amor de Deus e esse em seu coração só pode gerar alegria!
Como é triste encontrarmos em nossas igrejas cristãos abatidos! Padres, freiras, religiosos, leigos consagrados, casais, pastorais e movimentos… Que já se esqueceram da alegria em responder ao chamado de Deus, já perderam a audácia que os impulsionava.
É preciso levar nosso coração a experimentar aquele amor primeiro…
A proposta desse texto é nos levar a refletir: O que tem alegrado nosso coração? Tenho sido um Cristão feliz ou um Cristão apático?
A palavra alegria vem do latim: “alacer”, “alacris” (rápido, vivaz, animado), Por tanto precisamos URGENTEMENTE revigorar a força da nossa alma!
Para nos ajudar nesse processo, uma leitura no livro do Eclesiástico 30,22-27:
“Não entregues tua alma a tristeza, não atormente a ti mesmo em teus pensamentos.
A alegria do coração é a vida do homem, e um inesgotável tesouro de santidade.
A Alegria do homem torna mais longa a sua vida.
Tem compaixão da tua alma, torna-te agradável a Deus e sê firme;
Concentra teu coração na santidade, e afasta a tristeza para longe de ti,
Pois a tristeza matou a muitos, e não há nela utilidade alguma.
A inveja e a ira abreviam os dias, e a inquietação acarreta a velhice antes do tempo.
Um coração bondoso e nobre banqueteia-se continuamente,
pois seus banquetes são preparados com solicitude.”.

Através dele podemos concluir que a tristeza só tem força em nós, no momento em que permitimos que ela nos domine. Se abrirmos as portas ela entrará em nosso coração, e ali fará morada, se deixarmos, ali ela criará raízes e assumirá o controle. Como diz a leitura “precisamos ter compaixão da nossa alma” afastar a tristeza para longe de nós, abraçarmos a Jesus Cristo e deixar que Ele reine em nossas vidas…
Só Ele é motivo para nossa verdadeira alegria!

Segunda, 28/10/2013 - Laisa Fernanda Pinto - Oblata Corpus Christi 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...